Nos últimos dez anos, os dados de performance do mercado de startups no mundo têm impressionado. No Brasil não é diferente. De acordo com a Associação Brasileira de Startups, somente entre 2016 e 2019, houve um crescimento de 207% no número de novas empresas de tecnologia, saltando de 4.151 para 12.727.

Quando se fala em unicórnios – startups avaliadas em mais de US$ 1 bilhão – os números igualmente surpreendem. O report Retrospectiva 2021 do Distrito mostra que em apenas quatro anos, já são 20 os unicórnios brasileiros, sendo que 10 deles alcançaram esse status em 2021.

O mesmo relatório apresenta um aumento de mais de 200% em relação a 2020 no volume de investimentos em startups no país, totalizando US$ 9,4 bilhões até novembro. Essa realidade de crescimento, aliada a tantas oportunidades de novos negócios inovadores, atrai cada vez mais o interesse de investidores no capital de risco.

Participe do Mapa e Rota de Investimentos 2021.

Pensando justamente em fomentar esse avanço, em breve haverá o lançamento das versões atualizadas dos reports Mapa e Rota de Investimentos, mostrando ações, números e tendências do setor no Brasil.

Ambos os relatórios são elaborados pela JUPTER, um marketplace de soluções para fundadores e investidores, que há seis anos apoia o ecossistema e, de acordo com Nima Kaz, CEO e cofundador, promove conexão entre teses de investimento, sonhos, perspectivas e propósitos.

Dentro da órbita de soluções oferecidas pela empresa, existe: suporte às startups para que conquistem resultados e se tornem aptas para a captação de recursos; trilha de formação de investidores, a qual conta com mentorias e a participação de Master Ventures Partners (grandes e experientes nomes do investimento em capital de risco); e a promoção de rodadas de investimento.

A JUPTER conta com o apoio da comunidade Anjos & VCs na meta de atingir o número de 100 mil investidores no Brasil. Com esse foco, oferece o Mapa e a Rota para democratizar as informações e fornecer dados essenciais aos investidores, viabilizando análises fundamentais para decisões mais qualificadas e seguras.

Segundo Bruno Ceschin, fundador de JUPTER, “são ferramentas vivas, em permanente atualização, que trazem coletas de informações sobre os tamanhos de tickets médios, mínimos, máximos, rodadas de preferência e as logomarcas dos grupos de investidores anjo, aceleradoras e fundos de investimentos do mercado”.

Existe também o trabalho conjunto aos parceiros da órbita, como o Startupi, que compartilha com a JUPTER ações e eventos de estímulo ao desenvolvimento do setor. Segundo Geraldo Santos, diretor do Startupi, “nos últimos dois anos tivemos um crescimento acelerado no número de investimentos e exits no País. O Mapa e a Rota de Investimentos vêm agregar ainda mais informação a este cenário, mostrando que estamos vivenciando um dos melhores momentos para o ecossistema de startups no Brasil”.

O mapeamento, que já está em sua 7ª edição, acontece a partir de pesquisas realizadas com o público ativo de diferentes classes, como investidores anjos, fundos de venture capital, grupos de investidores, family offices e outras entidades. Entre os participantes no último ano, estavam Anjos do Brasil, Startupi, Cotidiano, Founder Institute, Smart Money, Bossanova, Distrito, Innova, Redpoint Eventures, entre muitos outros.

Com a amostragem ampla e relevante fornecida nos reports, os atuais e futuros investidores analisam fatos e tendências capazes de direcionar suas futuras apostas com mais confiança. As ferramentas, portanto, são uma referência imprescindível e ajudam a tornar a modalidade de investimento em startups mais transparente e atrativa para um volume cada vez maior de aplicações.

Para saber mais sobre o Mapa e a Rota de Investimentos 2021, acesse aqui.



Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.