Startup de open finance destinada a entregadores e motoristas recebe aporte da Investtools

A Investtools, anunciou a criação de uma unidade de novos negócios, cujo intuito é destinar recursos e suporte tecnológico para ajudar a alavancar propostas inovadoras no setor. O primeiro investimento está sendo na Plific, startup recentemente selecionada para o programa de aceleração do Banco Central que está desenvolvendo um sistema com ferramentas de open finance destinado a entregadores e motoristas. O objetivo da solução é sincronizar todas as contas do usuário e estimular o acesso ao crédito a partir de um incentivo à educação financeira entre esses profissionais. O valor do aporte não foi divulgado.

O apoio à formação de novos negócios faz parte da Investtools desde a sua criação: a fintech foi fundada em 2007 como um braço da Ideais, empresa de consultoria e desenvolvimento de softwares para diversos mercados. Em 2014, quando a Ideais foi comprada pela B2W, a Investtools foi reestruturada no Instituto Gênesis, da PUC Rio. Desde então, a cultura empreendedora e de valorização da tecnologia já resultou em casos de spin-offs de sucesso, nascidos dentro da própria Investtools.

Um deles é o da Grana Capital, startup comandada por um dos sócios da Investtools que administra o primeiro aplicativo a automatizar integralmente a gestão do Imposto de Renda para investidores da Bolsa de Valores. Há, ainda, a Trampolin, criada por outro sócio com a proposta de desenvolver plataformas personalizadas de banking para empresas que desejam oferecer serviços financeiros. Por fim, a Blockchain Studio é a unidade que desenvolve projetos focados na tecnologia blockchain e que está à frente do GOV Token, ferramenta para o rastreio de gastos públicos no Brasil.

O CEO da Investtools, David Gibbin, explica que a estruturação desta nova unidade foi motivada, em grande parte, pelo sucesso das experiências prévias de compartilhamento de expertise em tecnologia:

“A Investtools já desenvolveu outras empresas internamente e decidimos começar a fazer isso de forma institucional e consolidada. Queremos gerar cada vez mais valor tecnológico para o mercado de capitais, colaborando para a aceleração de startups que são lideradas por empreendedores com ideias notáveis. Às vezes, eles só dependem de apoio estrutural para lançar e aprimorar seus produtos”.

David Gibbin – CEO da Investtools.

A escolha da Plific para receber o primeiro investimento parte, justamente, dessa aposta em propostas únicas para a área de finanças. Fundada por André Souza (19 anos), Bruno Moraes (28), João Eliandro (23) e Matheus Machado (33), a Plific – nome vindo dos verbos ‘simplificar’ e ‘amplificar’ – se apresenta como uma “fintech sobre rodas”, que almeja transformar a vida financeira de entregadores, motoboys, motoristas de aplicativo e taxistas. É, segundo os sócios, o “fim do caderninho de anotações” usado por tais profissionais para controlarem seus lucros e despesas.

Transformação na vida financeira dos trabalhadores

A partir de ferramentas de open finance, a Plific está desenvolvendo um aplicativo para sincronizar as contas bancárias de cada motorista ou entregador; o app pode se conectar a bancos, corretoras de investimentos e aos principais sistemas de mobilidade e entrega por delivery que atuam no Brasil. Tratando-se de duas classes de trabalhadores que cresceram exponencialmente durante a pandemia, os responsáveis pela startup ouviram relatos desses profissionais sobre a dificuldade de manter um controle financeiro e ter dinheiro para passar bem o mês.

Para ajudá-los a administrar as próprias finanças, o app da Plific vai permitir o acesso a créditos, dar dicas sobre investimentos e formas de guardar dinheiro, incentivar o usuário a definir metas, antecipar recebíveis, facilitar o acesso a vários produtos financeiros e viabilizar um marketplace orientado conforme o perfil do cliente.

“Com o investimento e o apoio da Investtools, nós esperamos acelerar o nosso desenvolvimento para chegar mais rápido a essas pessoas que estão à margem e necessitam de suporte financeiro. A Investtools nos ajuda com o know-how tecnológico para oferecer o aplicativo mais completo possível e com uma porta de entrada para mostrar a relevância desse produto ao público e a todo o mercado financeiro”, conta o CEO da Plific, Bruno Moraes.

O CEO da Investtools reforça a satisfação que é para a empresa começar o trabalho da sua nova unidade com um projeto de tamanha relevância socioeconômica:

“Nós vimos na Plific uma história de empreendedorismo muito bacana e diferenciada, com um grupo de fundadores que se dedicaram a entender as dores de trabalhadores e a propor uma solução de grande valor. Acreditamos no impacto que essa proposta pode causar e queremos vê-los crescer. Há uma sinergia grande entre a Plific e o grupo Investtools, e já estamos trocando conhecimentos sobre tecnologia, banking e o mercado de capitais. É uma história que só está começando”, diz Gibbin.

* Foto em destaque: Bruno Moraes, CEO da Plific. 


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.

Mais tradicional portal de mídia brasileiro sobre o mercado de Startups, Inovação, Investimentos, Empreendedorismo e Tecnologia. Desde 2008 vem colaborando para a construção do ecossistema brasileiro de Startups, informando e educando todo o mercado. Quer falar com a gente? Clique aqui e envie uma mensagem para redação, parceria ou comercial. Mantenha-se atualizado sobre as novidades do Startupi pelas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Linkedin.

Matérias Relacionadas

No comments yet. You should be kind and add one!

Our apologies, you must be logged in to post a comment.