* Por Thiago Klaumann

Para a maioria das pessoas, antes de concluir qualquer compra pela internet existe um extenso processo de pesquisa. Essa busca por informações inclui desde reviews de outros consumidores, até vídeos presentes no YouTube. De olho no comportamento do consumidor virtual, o Google lançou sua nova ferramenta, chamada Shoploop, que propõe compras por meio de vídeos curtos.

A novidade foi criada com a intenção de unir dois mundos que os usuários têm o hábito de acessar: as redes sociais e os e-commerces. Dessa forma, ao oferecer uma plataforma centralizada nas vendas online em que os próprios consumidores e influenciadores alimentam o site, o Google pretende gerar uma experiência de compra mais completa.

E por mais que, em um primeiro momento, a plataforma pareça ser direcionada para lojas específicas, saiba que as startups podem ser muito beneficiadas ao utilizar o Shoploop como forma de demonstrar seu produto ou serviço. Um bom motivo para você conhecer mais sobre a proposta.

Mas o que é e como funciona o Google Shoploop?

O Shoploop é uma ferramenta online que mistura os conceitos de rede social e e-commerce em uma mesma plataforma. A proposta é unir a experiência social com a divulgação de produtos, de uma forma leve e divertida.

Na prática, o Shoploop vai permitir que marcas e produtores de conteúdo criem vídeos de até 90 segundos para promover o nome da empresa ou algum produto específico. Se o consumidor assistir a um vídeo e se interessar pelo item, pode comprá-lo na hora, dentro da própria plataforma.

Além disso, o Shoploop conta com outros recursos, como salvar um produto para ver novamente mais tarde ou enviar itens de seu agrado para amigos e familiares, sendo este último um conceito clássico das redes sociais. A ideia dos vídeos curtos vem de encontro com o que tem sido feito em redes sociais de grande destaque no momento, como é o caso do Instagram e do TikTok. 

Nessas plataformas, os usuários podem desenvolver seus vídeos com os mais variados objetivos, desde compartilhar uma história, mostrar um pouco mais de suas vidas ou apenas gerar entretenimento com diversão. O Shoploop se aproveita desse comportamento para que as marcas realizem venda online.

Em outras palavras, significa dizer que a inovação do Google Shoploop não está no modo em que algo é apresentado, uma vez que as pessoas já estão adaptadas à vídeos de curta duração, no formato vertical. Porém, a diferença está na possibilidade de conhecer mais sobre um produto e finalizar a compra no mesmo espaço.

Comportamento de compra na mira da Google

O comportamento de compra do consumidor se transforma de acordo com os recursos que ele tem em mãos. Um bom exemplo são as compras online, algo que há quinze anos parecia ser muito distante e que hoje faz parte da vida de grande parte da população.

A segurança das compras online e a estruturação logística das empresas teve um peso considerável para que o comportamento de compra mudasse tanto nos últimos anos. Além disso, a presença de recursos que proporcionam economia, como cupons de desconto, fez com que as pessoas entendessem que existem vantagens em comprar online.

Outro ponto importante para essa mudança está nas redes sociais, tanto quando pensamos no poder dos influenciadores digitais, quanto na estrutura que muitas redes apresentam para que os usuários comercializem seus produtos online, como o Facebook Marketplace. Assim, mesmo sem contar com um e-commerce completo, um lojista consegue fazer vendas online.

Foi justamente ao observar o comportamento de compra das pessoas que a ideia do Shoploop chegou até o Google. De acordo com o blog do Google, Lax Poojary, que trabalhava na Area 120 (laboratório interno da empresa para projetos experimentais) começou a pensar no projeto ao observar um consumidor no metrô.

Poojary comenta que a ideia surgiu quando viu que uma pessoa, no metrô, acessou um post sobre um produto em uma rede social, assistiu a um vídeo no YouTube sobre o item, para só então ir até o e-commerce da marca e fechar negócio. Um processo que poderia ser mais simples se todos esses itens estivessem no mesmo lugar.

Crescimento das vendas online dá força ao Shoploop

De fato, o Shoploop chega ao mercado no momento certo, uma vez que as vendas pela internet estão superaquecidas, motivadas especialmente pela pandemia do novo coronavírus, que reduziu de forma drástica o comércio presencial graças ao isolamento social.

Essa mudança no método de compra se replicou em todo o mundo, incluindo no Brasil. De acordo com a ABComm e a Konduto, houve um aumento de 40% no número de vendas online no país durante a quarenta. Um montante considerável, que fez a diferença para o balanço da economia e para a vitalidade de milhares de empresas.

Após a pandemia, a tendência é que o hábito de comprar online não seja alterado, uma vez que mais pessoas conseguiram ver de perto a praticidade desse tipo de consumo. Estar preparado para esse momento, dando recursos para que o seu cliente potencial conheça o seu produto, vai ser essencial para a vitalidade no negócio pós coronavírus.

O que a ferramenta pode fazer pelas startups?

Quem tem um produto ou um serviço a oferecer sabe que todo método de divulgação é bem-vindo na hora de fazer sua marca ser reconhecida pelo público. Por mais que nem toda empresa precise estar presente em todas as redes sociais, o Shoploop pode ser especialmente útil para as startups.

Por se valer de conceitos que os usuários já conhecem, como a pesquisa por vídeos antes de fazer as compras e a praticidade de assistir materiais curtos e verticais, não existe uma curva de aprendizado a ser realizada. Além disso, ter uma empresa como o Google, oferecendo tanto a tecnologia quanto o seu nome (fundamental para os consumidores mais “desconfiados”), coloca o Shoploop em uma posição privilegiada para iniciar suas operações. 

Mas como a ferramenta pode ajudar as startups? Basta pensar nela como uma plataforma à mais para publicar os seus conteúdos. Se sua startup tem um produto físico, pense em aproveitar o site para demonstrar como ele funciona.

Dependendo do seu foco, vale contratar influenciadores digitais que estarão no Shoploop para criar vídeos mostrando o uso dos produtos. Sem dúvida, marcas do segmento da beleza, eletros e até empresas que proporcionam experiências têm muito a se beneficiar com a presença no Shoploop.

Quando a Shoploop estará disponível no Brasil?

Por mais que a ferramenta seja muito interessante, os consumidores e as empresas brasileiras ainda vão precisar esperar um pouco para aproveitar todos os recursos do Shoploop, uma vez que não é possível acessar seus recursos.

Por enquanto, a ferramenta não está disponível no Brasil e não há uma data fixa para que as operações comecem por aqui. A boa notícia é que, de acordo com o site do projeto, o Shoploop deve estar funcionando em breve para unir consumidores e marcas brasileiras.

Nesse período em que a plataforma não está disponível, acredita-se que alguns ajustes estão sendo feitos para deixar a experiência ainda melhor, como a criação de uma versão para desktop, uma vez que, até o momento, o Shoploop é otimizada somente para os smartphones.

Prepare-se para a Shoploop

Em muitos casos, os usuários das redes sociais descobrem uma funcionalidade ou mesmo uma plataforma completa quando ela já está em operação. Assim, as marcas precisam “correr” para aprender tudo sobre um site e como utilizá-lo de forma proveitosa para aumentar as vendas.

Felizmente, esse não é o caso da Shoploop. Enquanto a plataforma não é inaugurada no Brasil, as startups podem aproveitar o período para aprender mais sobre a ferramenta, especialmente com os materiais disponíveis no site oficial do projeto.

Além disso, se você tem ou trabalha em uma startup, pode propor ao seu time de vendas e de marketing um estudo detalhado de uma estratégia para o Shoploop. Assim, quando a plataforma começar a experiência no Brasil, você estará preparado para apresentar recursos interessantes para o seu público-alvo.

Com todas as mudanças no perfil de consumo, cabe às empresas levarem seus produtos da forma adequada para os potenciais clientes. Na sua próxima reunião de vendas, leve o Shoploop como recurso a ser trabalho e comece a desenvolver uma estratégia. Se essa ferramenta pode fazer a diferença para a experiência de compra, você não pode ignorá-la.

* Thiago Klaumann, administrador de Empresas e especialista em marketing. Atualmente é CEO do Agora Cupom, plataforma que reúne cupons de desconto e ofertas das principais lojas virtuais do país.