A fintech catarinense Asaas, adquiriu a startup Code Money, uma carteira digital para pessoas físicas com foco em transações financeiras, transferências peer to peer e financiamento de boletos. Até então com serviços focados em micro e pequenos empreendedores, o Asaas deve passar a entregar novas soluções financeiras também para os pagadores de seus clientes, os consumidores finais. O principal deles será o serviço de Buy Now, Pay Later, que permitirá o financiamento de cobranças. Os valores da aquisição não foram revelados.

“Esse modelo de negócios está em ascensão em todo o mundo e, apesar do grande potencial de crescimento no Brasil, ainda não é muito explorado por aqui. Queremos aproveitar essa oportunidade e dar início ao movimento, oferecendo crédito aos milhões de pagadores que acessam a plataforma do Asaas mensalmente”, enfatiza o CEO do Asaas, Piero Contezini.

Piero Contezini – Asaas.

A fintech também espera criar um canal de relacionamento adicional entre as empresas que utilizam a plataforma e os seus clientes, aprimorando a experiência na compra e venda de produtos e serviços intermediadas pelo Asaas. Hoje, a startup atende mais de 80 mil usuários em cerca de 2 mil cidades espalhadas por todos os estados do Brasil.

Para o fundador e CEO da Code Money, Júnior Beltrão, a negociação é parte importante do propósito do Asaas em contribuir com o dia a dia de seus clientes, aumentando a eficiência operacional por meio de fluxos automatizados. “Com a aquisição da Code Money, essa atuação será beneficiada com a entrega de soluções financeiras para mais uma parte da cadeia, os usuários finais, ou pagadores, como são conhecidos dentro do Asaas”, complementa o fundador da empresa recém-adquirida.  

Com a compra, a Code Money passa a ser um produto dentro da operação Asaas e deverá ganhar um novo nome e posicionamento nos próximos meses. Os fundadores, Júnior Beltrão e Thuran Crespi, passam a integrar o quadro de executivos e acionistas da fintech.

Formado em Marketing, pós-graduado em Gestão Estratégica, Doutor em Antropologia e sócio de uma agência de publicidade catarinense, Beltrão irá assumir a Diretoria de Marketing do Asaas, sendo responsável pela estratégia acelerada de go-to-market. Já Crespi ficará na liderança técnica do produto Code Money, com o objetivo de utilizar rapidamente a infraestrutura de BaaS (Banking as a Service) do Asaas para gerar mais funcionalidades para seus usuários, além de impulsionar a adesão dos pagadores Asaas à carteira digital.

A Code Money foi fundada em 2017, na cidade de Brusque (SC), e se mudou para a capital catarinense Florianópolis em 2019 por questões estratégicas e de capital intelectual. Fora os fundadores, a empresa também tinha sete acionistas minoritários, provenientes de duas rodadas de investimento, que tiveram sua participação comprada durante a aquisição. Um deles também era investidor do Asaas, o que colaborou com o processo de compra. 

Segunda aquisição do Asaas no ano 

A aquisição da Code Money é a segunda realizada pelo Asaas em 2021. Em maio, a empresa já havia anunciado a compra de uma startup de ERP SaaS, que teve como objetivo adicionar funcionalidades de gestão financeira ao portfólio da fintech. 

A estratégia de aquisições faz parte do plano de se tornar um super app do empreendedor com uma categoria própria e inovadora, batizada de Entrepreneur Assistant — Assistente do Empreendedor. “Essa idéia é resultado da convergência dos segmentos de negócios da área financeira e de tecnologia, que estão sendo disrompidos pela hiper-conectividade, convergência da informação e inteligência artificial”, afirma o CEO do Asaas. 

Além das aquisições, o Asaas vem apostando em uma série de ações para crescimento, fortalecidas desde o início da pandemia, quando seu principal público — autônomos e micro e pequenos empreendedores — passou por uma digitalização acelerada. As principais novidades neste ano foram os lançamentos de um cartão de crédito e do Pix e a homologação do Banco Central como 31ª instituição de pagamentos autorizada do país. As estratégias têm apoio do aporte recebido pelo Asaas no fim de 2020, uma rodada de R$37 milhões liderada pelo fundo de investimento Inovabra Ventures, braço de venture capital do Bradesco. 

Buscando aumentar a oferta de produtos para os seus clientes, o Asaas também deve anunciar em breve uma nova captação de investimento. Para 2021, a meta da fintech é atingir mais de 100 mil clientes e alcançar R$6 bilhões em volume total transacionado em sua plataforma.


Foto de destaque: Júnior Beltrão, fundador e CEO da Code Money.