Conheça 3 startups lideradas por empreendedores negros que receberão investimento do Nubank

O Nubank, maior banco digital independente do mundo, anunciou as três primeiras startups selecionadas pelo fundo de investimento Semente Preta. As escolhidas foram {Parças}, de Alan Almeida; OnlineOS, de Isaque Cruz e Rafael Alves; e TeamHub, de Tatiana Santarelli. 

Anunciado no final de março, o Semente Preta busca incentivar a diversidade no ambiente de inovação e tecnologia no Brasil, selecionando empresas em estágio de validação de seu produto mínimo viável (MVP) e que tenham impacto positivo no mercado que atuam. São consideradas startups dos seguintes setores: serviços financeiros, dados, pessoas, marketing digital, jogos, softwares, aplicativos e programação, entre outros. 

“O Semente Preta nasceu de um desejo de fomentar um ambiente de tecnologia que reflita a pluralidade que existe no País. Para o Nubank, é uma honra poder atuar ativamente no incentivo da inovação e apoiar iniciativas que, assim como nós, estão focadas em resolver questões importantes em seus mercados, com o objetivo de fazer a diferença na vida dos brasileiros”, afirma David Vélez, CEO e fundador do Nubank. 

“O que o estamos fazendo com o Semente Preta é mostrar para o mercado que startups lideradas por empreendedores negros existem e são excelentes. Além disso, estamos descentralizando o investimento. Espero que iniciativas como essa se multipliquem e o ecossistema de venture capital entenda a importância do que estamos fazendo agora”, explica Monique Evelle, consultora de inovação do Nubank e empreendedora.

Além do suporte financeiro, o Nubank irá promover troca de experiências e networking dos selecionados com outros players do mercado. O banco digital também oferecerá sessões de mentoria dos empreendedores com diferentes  times do banco digital. 

As escolhidas

Em 2017, o empreendedor e bacharel em Direito Alan Almeida criou a {Parças} com a missão de “transformar as penitenciárias brasileiras em células de crescimento pessoal”. Primeira pessoa da família a conquistar o diploma de ensino superior, suas experiências profissionais em grandes empresas levaram à ideia de promover cursos de programação para atuar no mercado que sempre sofre com a baixa oferta de mão de obra.

Alan Almeida, CEO e fundador da {Parças}.

Hoje, a {Parças} tem mais de uma dezena de pessoas em tempo integral dedicadas a dar uma chance para esse público majoritariamente marginalizado. A expectativa é que, até o final de 2021, mil alunos passem pelos cursos da empresa, como o fundador Alan explica: “Com a parceria Nubank & {Parças}, nossa expectativa é que em 15 anos todas as penitenciárias brasileiras sejam uma célula de transformação e qualificação profissional.”

Já a TeamHub nasceu pelas mãos de Tatiana Santarelli, que decidiu empreender quando estava há quase 20 anos no mercado de Gestão de Pessoas. Com ampla experiência no segmento e mãe de dois filhos, a empreendedora encarou o desafio de criar do zero uma empresa de tecnologia para projetos de boas práticas organizacionais ao lado do seu sócio Rodrigo Grossi. Os desafios que vieram com a pandemia remodelaram o negócio e o momento agora é de crescimento.

Tatiana Santarelli, CEO da TeamHub.

“Descomplicamos a gestão da cultura organizacional, através de um processo dinâmico, interativo e acessível a todos”, afirma Tatiana. Neste ano, o objetivo é investir ainda mais nas áreas de marketing, tecnologia e aumentar o número de pessoas que atuam na TeamHub.

Isaque Cruz e Rafael Alves queriam fazer a diferença e encontraram esse propósito ao montarem juntos a OnlineOS. Ao observar os desafios que um dos irmãos de Isaque enfrentava com sua prestadora de serviços, montaram um sistema de baixo custo para auxiliar as operações de pequenos negócios e oferecer softwares acessíveis. De 2019 para cá, o projeto evoluiu e hoje ambos dedicam 100% do seu tempo ao empreendimento.

Isaque Cruz e Rafael Alves. Foto: Pedro Ribeiro

“Foi uma honra sermos selecionados para receber um investimento de uma empresa como o Nubank, que se preocupa com as startups e a diversidade no empreendedorismo. Isso mostra que estamos no caminho certo e muito felizes por fazer parte desse ecossistema”, conclui Isaque. 

Com o aporte do Semente Preta, a prioridade agora é expandir a carteira de clientes e financiar o crescimento da área de tecnologia da empresa. 


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.

Mais tradicional portal de mídia brasileiro sobre o mercado de Startups, Inovação, Investimentos, Empreendedorismo e Tecnologia. Desde 2008 vem colaborando para a construção do ecossistema brasileiro de Startups, informando e educando todo o mercado. Quer falar com a gente? Clique aqui e envie uma mensagem para redação, parceria ou comercial. Mantenha-se atualizado sobre as novidades do Startupi pelas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Linkedin.

Matérias Relacionadas

No comments yet. You should be kind and add one!

Our apologies, you must be logged in to post a comment.