Ir para o conteudo

Seu time de TI está estressado? Saiba como oferecer apoio

* Rogério Borili

Como vai a sua saúde mental? Vai bem obrigado certamente não é uma resposta comum para profissionais de TI. Estamos todos pressionados pelo contexto de trabalho do home office e pela intensa digitalização das organizações que vivenciaram uma verdadeira maratona para se adaptar às mudanças provocadas pela pandemia. 

Quem corre atrás para viabilizar sistemas e equipamentos da noite para o dia? Quem resolve pedidos de socorro das pessoas que não conseguem acessar arquivos para cumprir suas tarefas?  Quem atende times diferentes com solicitações simultâneas para resolver problemas banais ou complexos? 

Quem precisa se atualizar a cada segundo com as novas tecnologias, plataformas, cloud computing, vendas online, IA, AR, VR, IoT e tudo o mais em uma velocidade que ultrapassa a disponibilidade de aprendizado? Quem já estava amando trabalhar em squads, se misturar com os outros times, contribuir em projetos multidisciplinares usando ferramentas ágeis e agora sente falta de tudo isso? Quem? Quem? Quem?

O que já era difícil ficou na esfera do impossível, mas ainda assim todo mundo corre atrás para resolver. Literalmente corre.   Agora eu pergunto: quem aguenta? Se a sua resposta for surtei, estressei, não aguento mais, acredite, eu vou entender. A saúde mental foi muito impactada pela pandemia, não apenas pelas questões profissionais que se juntam às dificuldades do home office, ao cansaço do isolamento e claro, à dor de ver pessoas queridas afetadas pela doença.

Um mix que não deixa dúvidas dos seus efeitos devastadores sobre as nossas emoções, mas afeta em um nível muito mais intenso os profissionais de TI. A pressão nunca para e às vezes aperta ainda mais. Como sobreviver a tudo isso e ainda se manter produtivo, lúcido, colaborativo diante de demandas tão diversas é o grande desafio dos líderes e times de TI.

A mudança foi dramática e muitos já estão questionando como as empresas vão voltar à forma como funcionavam antes, ou se voltarão. Quem trabalha com TI já sabe que o tão falado novo normal vai ser bem mais disruptivo do que o previsto anteriormente. 

Esse entendimento se torna uma fonte adicional de pressão para os líderes que passaram a repensar em como TI pode ser um forte aliado aos negócios. Organizações nunca foram tão dependentes de tecnologia como hoje e num futuro imediato. O cenário de TI apresenta mudanças evidentes em um primeiro momento. Podemos esperar muito mais daqui para frente. Conforme a tecnologia avança e a inovação mistura tudo, surgem novas possibilidades transformadoras. 

A complexidade do contexto significa uma pressão ainda maior para os times. Como já sabemos que ela não vai diminuir, cabe aos líderes acender um sinal de alerta com as suas pessoas. Observar, conversar, apoiar, oferecer recursos que ajudem a monitorar e reduzir o stress.  Em casos mais graves é recomendado procurar apoio profissional especializado, mas no cotidiano, algumas atividades podem ajudar:

1- Meditação Mindfullness que induz a atenção ao aqui e agora. Pode ser realizada com apoio de vídeos e áudios do Youtube e até mesmo de aplicativos gratuitos como: Insight Timer; Aura; Omvana; Stop; Breathe & Think; Calm; e Medita BK. 

2- Outro app muito interessante é o TESS, baseado em IA, que permite interações com um chatbot que dá informações sobre saúde mental. Construído por psicólogos clínicos, o Tess orienta as pessoas em tempos difíceis para construir resiliência, utilizando conversas com mensagens de texto, semelhantes às de um amigo ou treinador. Segundo os desenvolvedores do APP, conversar com Tess reduziu significativamente os sintomas: em média -28% para depressão e -18% para ansiedade. Estima-se que 19 milhões de pessoas já pagaram pelo acesso ao Tess. 

3- A atividade física tem efeitos positivos reconhecidos para a saúde física e mental. A redução do stresse é considerada um dos principais benefícios psicológicos dos exercícios, porque a atenção requerida para o controle do corpo faz com que preocupações provocadas por ansiedade ou transtornos sociais sejam reduzidas.

4- Sono é essencial, mas nem todos conseguem controlar as horas necessárias para um bom descanso. O aplicativo SleepTown “gamefica” a experiência de dormir e acordar na hora certa. Ele permite que o usuário programe as horas de sono e cada conquista abre novas possibilidades de construir edifícios. As falhas também podem destruir as conquistas. 

Por fim, se nenhuma dessas soluções for suficiente, em casos mais sérios as pessoas podem recorrer à terapia cognitiva, comprovada cientificamente como uma ferramenta útil no controle da ansiedade. Para isso também existe uma plataforma com terapeutas que atendem online, a Vittude possui uma ferramenta de match com recursos de IA para sugerir o psicólogo ideal para você.

Desde o início da pandemia, seus efeitos sobre a saúde mental da população já foram observados, evidenciando que os problemas de stress, ansiedade e depressão não afetam apenas os profissionais de TI. Mas, como podemos comprovar no cotidiano, a pressão excessiva certamente induz à maior probabilidade de ocorrências desse tipo. 

Se você percebe situações semelhantes no seu time, ou tem sugestões de recursos a acrescentar, espero os seus comentários. eles podem contribuir para apoiar outros profissionais e líderes que se preocupam em manter a saúde física e mental em equilíbrio. O momento requer essa reflexão para além dos modelos tradicionais.


* Rogério Borili Pereira é vice-presidente de Tecnologia e Sustentação da Becomex Consulting. Atua na implementação de processos fiscais eficientes em grandes organizações visando compliance e ganhos tributários.

Quer ter o seu conteúdo publicado no Startupi? Fale com a gente pelo contato@startupi.com.br.

Matérias Relacionadas

No comments yet. You should be kind and add one!

Our apologies, you must be logged in to post a comment.