A SuperOpa, marketplace da indústria de alimentos, concluiu sua rodada de captação de investimentos no valor de R$ 2,3 milhões liderada pela plataforma de crowdfunding SMU Investimentos. A ação contou com mais de 200 investidores. “Usamos um contrato de debênture conversível SAFE e pré definimos um range de porcentagem de participação onde essa captação representará no mínimo 14% da SuperOpa”, destacou Luis Borba, fundador e CEO da startup.

Este não é o primeiro aporte recebido pela empresa que em 2019, captou R$ 330 mil em uma rodada pré-seed. Desta vez, com o capital adquirido, a SuperOpa deve expandir o seu modelo de negócio para outras praças. “Outra meta importante para 2021 é facilitar a entrada de dois novos públicos na plataforma: os novatos na vida digital e os desbancarizados. Para isso, funcionalidades, design e novos meios de pagamento foram implantados. Além disso, aumentaremos o nosso mix de produtos de alimentação e trazer a frente de FLV (frutas, legumes e verduras) para oferecer todos os bens de consumo do dia a dia da família brasileira”.

Luis afirmou ainda o porquê da escolha pelo modelo de crowdfunding. “Ele tem sido benéfico pela proximidade que estamos tendo com investidores que também se tornaram usuários assíduos. Esse contato próximo com investidores, que acabaram se tornando parte da nossa família SuperOpa, tem nos ajudado em 3 pontos extremamente importantes para uma startup em fase seed: receber feedback sobre produto, apontar melhorias na operação e abrir portas em parceiros estratégicos”.

História da SuperOpa

Fundada em 2018, a SuperOpa tem como objetivo aproximar os consumidores finais das distribuidoras de alimentos e, assim, contribuir para a redução desses produtos no país. Com operação em mais de 500 cidades dos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, a startup permite – através de descontos atrativos – a compra de produtos em perfeitas condições e com qualidade, mas que não chegarão às prateleiras dos mercados porque estão próximos do vencimento, o que também evita também o desperdício. A companhia atende outros segmentos como pet, bebidas, saúde e bem estar. 

“A perspectiva é que ainda no fim do próximo semestre, o aplicativo comece a atender Rio de Janeiro e Belo Horizonte, além das suas respectivas regiões metropolitanas. Os territórios de Minas Gerais e Rio de Janeiro são os pontos focais da expansão deste ano. Temos mais de dez distribuidoras no pipeline para realizarmos a análise de viabilidade e mais duas grandes indústrias querendo fechar parceria”, adiantou Luis. Atualmente, a SuperOpa trabalha com seis fornecedoras e duas empresas importantes do ramo: Nestlé e Ambev.

Luis Borba, da SuperOpa.

O CEO lembrou que a empresa também sentiu os reflexos negativos causados pela covid-19, mas está otimista quanto ao retorno dos negócios após a pandemia. “Vamos investir na expansão logística para atender todo estado de São Paulo e para atender todo estado do Rio de Janeiro e Minas Gerais; oferecer nossa própria carteira digital, possibilitando que o público desbancarizado possa acessar nosso serviço, economizar nas suas compras de dia a dia e trazer acessibilidade para um público carente desse tipo de serviço, além de continuar aumentando a redução de desperdício. Em 2020, salvamos cerca de 20 toneladas de produtos e temos a expectativa de salvar mais de 150 toneladas em 2021”.

O que diz a SMU Investimentos

Rodrigo Carneiro, CEO da SMU, destacou que o aporte realizado na SuperOpa foi um feito inédito para a plataforma de crowdfunding. “Já investimos em uma série de marketplaces/fintechs, além de uma série de empresas de impacto, porém, que atua diretamente na redução de desperdícios de alimentos, a SuperOpa é a primeira do nosso portfólio”.

Rodrigo Carneiro, da SMU Investimentos.

Ele reforçou ainda que outros aportes neste sentido podem vir a ocorrer. “Buscamos investimentos em empresas que possam complementar o nosso portfólio de, até hoje, 29 empresas, criando assim uma verdadeira comunidade de investidores e empreendedores. Investimentos assim serão muito frequentes em 2021. Além disso, a SMU aprova prioritariamente em sua tese de investimento, startups de impacto”.

Por fim, Carneiro destacou o retorno positivo que a companhia terá com o aporte. “Todo investimento via SMU busca um grande retorno para os seus investidores, porém, a SuperOpa nos leva também para o investimento com propósito. Esperamos que com o nosso aporte possamos ajudar com a redução do desperdício de alimentos no Brasil e que uma parcela importante da população possa ter acesso à produtos de qualidade premium, antes proibitivos à sua classe social”, finalizou.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.