Empresa de manufatura digital compartilhada recebe aporte de R$3 milhões

A Peerdustry, empresa de manufatura digital compartilhada, recebeu em rodada seed de R$ 3 milhões liderado pela Redpoint eventures, fundo de investimento em venture capital focado em startups de tecnologia. Alguns investidores-anjo também participaram da rodada, como é o caso de André Romi, o primeiro a investir na empresa em 2017, e do grupo de investidores Silver Angel, liderado por Luiz Carlos Pimentel.

O aporte será utilizado para acelerar o desenvolvimento de sua plataforma de manufatura digital, aprimorar as ferramentas de controle de qualidade da produção das peças, ampliar a capacidade de atendimento de novos clientes e expandir a rede de fornecedores de usinagem sob demanda.

História da Peerdustry

Fundada em 2016, a Peerdustry opera como uma fábrica digital online de peças mecânicas fabricadas sob demanda, utilizadas na montagem de máquinas, equipamentos e também na linha de produção de todo tipo de indústria de manufatura. A companhia recebe o desenho técnico da peça, precifica o serviço de manufatura e fabrica a mesma em sua rede de centenas de fornecedores de usinagem homologados. Depois, entrega a encomenda ao cliente, cuidando de todo o processo de manufatura e qualidade.

A Peerdustry surgiu quando Bruno Diesel Gellert cursava MBA em Estratégias de Mercado, na Fundação Getúlio Vargas (FGV). Em 2016, ele, Thiago Teixeira Petrone e Paulo Navarro decidiram criar a startup, que hoje possui 1.800 máquinas de usinagem disponíveis na plataforma.

“Enxergamos um mercado em potencial e pudemos conectar empresas que precisavam de um serviço de manufatura com outras que tinham a expertise e as máquinas necessárias para executá-lo”, explica Gellert. Além do time de 15 pessoas, hoje trabalham na empresa outros quatro amigos da mesma turma de engenharia de materiais, da Universidade Federal de Santa Catarina, e que auxiliam na expansão do negócio.

Para Gellert, o intuito da startup é renovar e inovar o setor de manufatura, tornando-o cada vez mais digital e ágil, através do uso mais eficiente da capacidade industrial instalada. “Queremos ampliar as possibilidades do mercado e, com isso, possibilitar crescimento não só para o segmento, mas para toda a sociedade. Esse aporte da Redpoint eventures nos dará a força necessária para melhorar e aprimorar muitos processos”, destaca.

Manoel Lemos, Managing Partner da Redpoint eventures, explica que o investimento na Peerdustry marca um novo olhar para o setor industrial, um dos maiores mercados existentes e que demanda investimentos em tecnologia e aumento de eficiência. Ele destaca que a Redpoint eventures, que vinha acompanhado a história da Peerdustry desde 2019, acredita muito na visão dos fundadores e que estão felizes em se juntar a eles para as próximas etapas.

“O setor industrial brasileiro não fez os investimentos em tecnologia e eficiência que deveria e agora a demanda por mais investimentos em tecnologia e digitalização é gigante. Com a plataforma da Peerdustry, estamos atacando vários pontos de ineficiência da cadeia de suprimentos para a manufatura, que serão impactantes para todo o ecossistema”, explica.

Segundo o sócio da Redpoint eventures, com a plataforma da Peerdustry, é possível contratar o serviço e ter uma fábrica na nuvem. O cliente faz o pedido por meio do sistema e recebe suas peças com melhores preços, prazos e com o mais rígido controle de qualidade. “É a Indústria 4.0 trazendo todas as suas possibilidades”, finaliza.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.

Mais tradicional portal de mídia brasileiro sobre o mercado de Startups, Inovação, Investimentos, Empreendedorismo e Tecnologia. Desde 2008 vem colaborando para a construção do ecossistema brasileiro de Startups, informando e educando todo o mercado. Quer falar com a gente? Clique aqui e envie uma mensagem para redação, parceria ou comercial. Mantenha-se atualizado sobre as novidades do Startupi pelas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Linkedin.

Matérias Relacionadas

No comments yet. You should be kind and add one!

Our apologies, you must be logged in to post a comment.