Na contramão da crise, a Invisto, hub de investimentos em venture capital, é a prova de que a pandemia do novo coronavírus não está atrapalhando as rodadas de investimento das startups. A gestora, recém-lançada, acaba de anunciar o aporte de R$ 1 milhão na Equilibrium, empresa de Florianópolis que otimiza e gerencia o processo logístico de mercadorias no país.

De acordo com Marcelo Wolowski, CEO da Invisto, existem duas principais motivações para investir na Equilibrium. A primeira é a relação de longa data com os fundadores da startup e a participação ativa deles nos programas estratégicos da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE), em especial o Grupo Temático de Investimentos, dirigido por Wolowski. O segundo fator é a semelhança da empresa com a Axado, investida em 2013 e vendida para o Mercado Livre em 2016. “Diferentemente da Axado que iniciou suas atividades junto ao e-commerce, a Equilibrium trabalha junto a indústrias e varejistas que precisam entender o oferecer melhores soluções de logística para uso interno e para seus clientes.

A startup integra o LinkLab, programa de inovação aberta da entidade que conecta startups a médias e grandes empresas. Por meio do programa, a startup passou a fechar negócios com grandes empresas, como Havan, Hippo, Clamed, Grupo Pereira, entre outros. Isso acelerou o crescimento da Equilibrium e sacramentou a percepção da Invisto de que se tratava de mais um bom investimento.

“Estamos em Santa Catarina e temos facilidade em acompanhar o crescimento e a evolução das scale-ups do sul do Brasil, apoiando os empreendedores e fortalecendo o ecossistema. Esse triângulo entre empresários, ACATE e o Fundo é a garantia de que participamos dos negócios que a gente ajuda e a segurança de que todos os players do setor estão conectados”, explica Wolowski.

O investimento acontece em um momento onde o isolamento social decorrente da pandemia do novo coronavírus fez crescer ainda mais a demanda por soluções inteligentes na área de logística. Por meio da Inteligência Artificial, a plataforma conecta empresas que têm necessidade de transporte de cargas às melhores transportadoras, priorizando a opção com o custo-benefício mais vantajoso. Com o montante recebido, os sócios esperam evoluir a tecnologia para atuar em toda cadeia de suprimentos. Durante o processo de aporte, a empresa foi assessorada pela Stark.

“Somos uma plataforma de Digital Supply Chain e começamos pelo segmento de transportes, onde as dores dos clientes ainda são muito grandes, mas estamos expandindo com soluções para gerenciamento das atividades de todo fluxo logístico, da separação dos produtos até a entrega aos clientes finais”, afirma Marcos Arante, CEO da Equilibrium.