O Nubank anunciou hoje a aquisição da americana Cognitect, consultoria de engenharia de software. A empresa é responsável pela criação de dois sistemas de tecnologia amplamente usados por engenheiros de programação: Clojure e Datomic. O valor da transação não foi revelado.

Esta é a segunda compra do banco digital. Em janeiro, o Nubank anunciou sua primeira aquisição: a Plataformatec, consultoria especializada em método ágil e em desenvolvimento e gerenciamento de produtos digitais.

“O Nubank é uma empresa essencialmente de tecnologia. E acreditamos que a tecnologia pode criar impactos positivos na vidas das pessoas. Temos um forte compromisso em democratizar o acesso aos serviços financeiros na América Latina. Contar com o reforço dos profissionais da Cognitect vai nos permitir aprimorar ainda mais nossos produtos para devolver às pessoas o controle de suas vidas financeiras por meio de serviços simples, transparentes e humanos”, afirma David Vélez, fundador e CEO do Nubank.

“Este é um passo fundamental para permitir que o Nubank continue escalando as operações de maneira sustentável. Somos uma empresa que coloca o cliente no centro das decisões e somos reconhecidos por oferecer produtos práticos e intuitivos. Esta aquisição vai nos possibilitar que avancemos ainda mais nesse sentido, por otimizar nossa capacidade de desenvolvimento de software. Nosso objetivo é ter o time técnico mais talentoso do mercado para assegurar os melhores produtos e serviços aos clientes”, afirma Edward Wible, co-fundador e CTO do Nubank.

A aquisição foi encarada como um caminho natural entre as duas empresas. Alguns dos funcionários da Cognitect prestavam consultoria ao Nubank desde 2014, quando o banco digital começou a desenvolver seus primeiros produtos.

Hoje,a fintech tem escritórios no Brasil, México, Argentina e Alemanha – e funcionários de mais de 30 nacionalidades. De Julho do ano passado a Julho deste ano, 1.300 pessoas foram contratadas. O time da engenharia duplicou de tamanho: de 281 para cerca de 600 pessoas.