Em seu movimento de consolidação como maior banco digital independente do mundo, o Nubank acaba de anunciar a primeira aquisição de sua história. A empresa fechou um acordo – conhecido no exterior como “acqui-hire” – para contratar a equipe de projetos da consultoria Plataformatec, formada por times de engenharia de software e especialistas em metodologias ágeis. 

O movimento de aquisição é tanto um caminho natural no relacionamento das duas companhias — alguns dos funcionários da Plataformatec passaram os últimos meses alocados como consultores no próprio Nubank e outra parte deles já participou de eventos de linguagem funcional na sede da fintech — como também uma demonstração da dimensão superlativa do Nubank.

A fintech tem hoje quase 20 milhões de clientes, cresce a um ritmo médio de 50 mil novos clientes por dia e seu aplicativo foi, em 2019, mais baixado que os aplicativos das três fintechs que mais crescem na Europa. 

Em um cenário nacional de falta de mão de obra qualificada para áreas de tecnologia, a chegada desses profissionais é bastante estratégica para fortalecer o caminho de expansão do Nubank.  

A Plataformatec tem reconhecimento no mercado pela especialidade em ajudar no desenvolvimento e gerenciamento de produtos digitais e seus consultores carregam um espiríto de desenvolver com agilidade códigos de programação ou processos inovadores; e têm bastante experiência em trabalhar em ambientes de crescimento super acelerado, tanto em startups brasileiras como internacionais. 

Essas expertises vão permitir que o Nubank escale as operações de maneira sustentável e melhore ainda mais os seus produtos. 

De fato, nos meses de consultoria na fintech, os times da Plataformatec ajudaram a melhorar processos e aumentar a produtividade em determinadas áreas, por meio de métodos precisos de priorização de entregas e de etapas claras de fluxos de trabalho. E o know-how do time de engenharia no domínio de linguagem funcional, uma abordagem moderna e eficiente de programação que já é usada no Nubank, também é um diferencial. 

“Temos uma expectativa muito positiva para 2020 e esses profissionais vão nos ajudar a manter o ritmo de expansão”, afirma Cristina Junqueira, co-fundadora do Nubank. “Além de serem pessoas extremamente qualificadas, partilhamos do DNA de inovação e da cultura de combater complexidades por meio da  tecnologia”.

A semelhança de cultura foi determinante para o sucesso do acordo. “De todas as empresas interessadas em adquirir a Plataformatec, o Nubank é a que tem mais similaridades de valores. Fazer sempre o melhor, desafiar o comum e trabalhar de forma colaborativa e respeitosa são características muito enraizadas tanto na Plataformatec como no Nubank. O time está muito animado com as perspectivas futuras”, afirma Marcelo Park, fundador e CEO da Plataformatec.

O acordo de contratação de mão de obra não vai interromper o ritmo de recrutamento de profissionais de engenharia no Nubank. Em 2019, cerca de 300 novas pessoas especializadas em engenharia de software passaram a integrar o time da empresa e a expectativa é continuar contratando, visto que essa é considerada uma posição-chave para garantir o hiper-crescimento.