“A inteligência artificial vai impactar todas as indústrias.” Isso é o que afirma Marcelo Claure, diretor de operações do SoftBank no Brasil. Na terceira apresentação do evento Brazil at Silicon Valley, que foi ao ar nesta quarta-feira, 20, pelo YouTube, o executivo debateu o futuro e os investimentos no mercado de tecnologia no período pós-pandemia e o impacto das novas ferramentas digitais.

“O maior aprendizado é a forma como os chineses estão fazendo a gestão da pandemia. Você não para a propagação da pandemia, mas pode contê-la”, diz. Para isso é preciso utilizar tecnologias como Inteligência Artificial e Big Data para criar modos preditivos e, assim, prever o que vai acontecer no futuro. “Quando você tem a capacidade de usar dados, é possível prever todos os desastres que vão acontecer.”

Sobre os negócios do conglomerado japonês, segundo ele, o grupo sofreu uma perda grande. “Talvez a maior de nossa história”, afirmou. “As crises começam e terminam. Temos um plano de dez anos e podemos ter um plano para os próximos 30 anos. Estamos nisso pelo longo prazo”, afirma. “Vamos apoiar a empresa na qual investimos.”

A confiança é de que a companhia possa se recuperar nos próximos meses “à medida que o mundo volte ao normal com as pessoas saindo da quarentena”, afirma. A esperança é de retorno dos investimentos que foram feitos nos últimos anos. Entre os setores, Claure aposta no crescimento do comércio eletrônico, no delivery de comida, em bancos digitais.