O Nubank anunciou a criação de um fundo de aproximadamente R$ 20 milhões para apoiar seus clientes durante a pandemia causada pela Covid-19. O capital vem da verba de marketing e de outros ganhos de eficiência e será usado em serviços como atendimento médico e psicológico remoto via vídeo e pedidos de supermercados e farmácias.

Para isso, a fintech criou parcerias com empresas e startups como iFood, Rappi, o Hospital Sírio-Libanês e Zenklub, startup que oferece atendimento psicológico via aplicativo. Veja como funcionará os serviços:

iFood e Rappi

O atendimento da fintech poderá conceder créditos para os clientes que estiverem passando por dificuldades por causa do coronavírus e que precisarem de entrega de comida ou outras compras. Todo o valor da transação, incluindo compra e entrega serão pagos pelo Nubank. “Estamos prontos, também, para auxiliar clientes que não têm familiaridade com o aplicativo e garantir que o pedido vai ser feito”, afirmou a empresa em comunicado.

Sírio-Libanês

O Hospital possui uma plataforma de agendamento de consultas (teleorientação) médicas de forma remota – nela, pacientes podem solicitar atendimento via vídeo com um médico. O Nubank vai disponibilizar vouchers (códigos) para agendar uma consulta (teleorientação) sem custo direto na plataforma do hospital. O Sírio-Libanês disponibilizou gratuitamente mil consultas-atendimentos para os clientes da fintech – e o Nubank irá usar a verba que reuniu para poder continuar oferecendo esse serviço.

Zee.now

A Zee.Now é um aplicativo de delivery de produtos petshop do grupo Zee.Dog.  A  fintech disponibilizará vouchers de até R$100 de desconto em compras no app. Ele funciona apenas nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Veja aqui a lista de bairros.

Para solicitar o serviço, o cliente deve entrar em contato com o banco através dos canais oficiais da startup (telefone, chat, e-mail) e explicar sua necessidade. Assim, o Nubank direcionará o cliente para um parceiro da iniciativa, conforme necessidade.

“Vamos além do dinheiro. Doaremos o que temos de mais precioso: nosso tempo e energia para ouvir as pessoas e ajudá-las dentro do que for possível, para além da vida financeira. Esse é o nosso DNA”, afirma David Vélez, CEO e fundador do Nubank. “A nossa expectativa é dar suporte a dezenas de milhares de pessoas até o final de abril”, revela.

Além disso, a startup ressalta que sua equipe continua trabalhando para encontrar alternativas mais flexíveis, inclusive com taxas de juros reduzidas e prorrogação de vencimentos.