Com a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), profissionais de várias áreas, bem como aqueles que buscam uma recolocação no mercado, tiveram a sua rotina alterada. No primeiro caso, para evitar o contágio da doença, os colaboradores passaram a adotar o sistema de home office, que é o trabalho feito de casa. Alguns desses inclusive estão empenhados na busca de novas caras para os seus times e tiveram que adaptar os processos seletivos. Muitos já foram contratados e também já trabalham remotamente.

Por outro lado, várias empresas foram impossibilitadas de continuarem funcionando e, em casos extremos, algumas delas tiveram que demitir seus funcionários por não conseguirem arcar com os custos no período de isolamento social. Muitas delas, por natureza, também convivem com aglomerações, como as academias de ginástica, por exemplo e tiveram que lidar com a paralisação de suas atividades.

Assim, para impedir que ninguém fique desempregado no período de quarentena, vale contar com a solidariedade dos gestores. Uma academia de Brasília decidiu, como forma de tranquilizar e reconhecer o trabalho de seus mais de 267 colaboradores, que não vai demitir nenhum funcionário enquanto as medidas de restrição estiverem em vigor. O anúncio, feito pela Evolve Gymbox, teve uma repercussão bastante positiva em suas redes sociais, entre alunos, funcionários e donos de outras empresas.

No caso da Stone, empresa de solução de pagamentos, o home office já é praticado há um tempo. Em 2017, teve que se adaptar a esse modelo de trabalho para que os primeiros desenvolvedores de Inovação pudessem trabalhar, cada um em sua casa, na criação da Conta Stone. Assim, em apenas três meses, a área responsável tinha mais de 40 pessoas de diferentes cidades. Hoje, o time já tem mais de cem pessoas, com aproximadamente metade delas podendo frequentar o escritório e a outra metade trabalhando no modelo de home office de diversas regiões do país, como Bahia, Sergipe, Goiás, Pará, São Paulo e Rio Grande do Sul.

O fato é que, neste período, é inevitável que os mais diversos setores da sociedade sejam afetados. Entretanto, em meio a novas formas de trabalho devido ao período de quarentena, ainda há uma esperança para quem está desempregado. A Revelo, uma das maiores HRtech da América Latina, prevê um aumento de 15% na procura de vagas de tecnologia e em posições nas quais as atividades possam ser desenvolvidas de forma remota. “Agora que as pessoas estão em quarentena, identificamos uma migração dos candidatos para a procura por funções e posições nas quais o trabalho possa ser realizado sem ter que sair de casa”, pontuou Lachlan de Crespigny, cofundador da Revelo.

A companhia conta com uma ferramenta de navegação intuitiva para que os processos seletivos sejam desenvolvidos de forma 100% online. Isso inclui desde a busca por posições, passando por entrevistas e até mesmo o aceite de propostas. “Conseguimos entender essa nova necessidade do mercado e queremos atuar de forma positiva, para que as pessoas não tenham que frear a busca pelo emprego dos sonhos e as empresas não deixem de contratar profissionais de acordo com as suas necessidades. Nosso papel é conectar as duas partes”, afirmou o executivo.

O processo seletivo na plataforma acontece da seguinte forma: os profissionais em busca de um novo trabalho se cadastram no site da Revelo e, após serem aprovados na plataforma, ficam visíveis para receber solicitações de entrevistas de empresas. Após agendar uma entrevista, o então candidato poderá ser atendido pelo time de operações da Revelo, que busca capacitá-lo com boas práticas de entrevista, por exemplo. Tudo isso acontece até 5x mais rápido que o mercado tradicional de consultoria. Em média, é possível contratar um desenvolvedor ou analista financeiro em até 14 dias. Todo o trabalho desenvolvido pela companhia pode ser conferido neste site.

Outra empresa que também está empenhada em ajudar na recolocação das pessoas é a Jobecam. A plataforma de empregos e entrevistas gravadas que torna os processos mais eficientes por meio da inteligência artificial decidiu oferecer gratuitamente a sua solução para recrutadores e empresas, para que estes possam realizar seus processos seletivos de maneira remota nas próximas semanas. Para candidatos, a utilização da plataforma já é gratuita.

Avatares vídeo blin

Na Jobecam, todo o processo seletivo ocorre online.

“A Jobecam já nasceu com o propósito de tornar os processos seletivos remotos. Acreditamos que, desta forma, damos mais acessibilidade e oportunidade para todos. Frente a crise que estamos passando, notamos que somos mais do que necessários para contribuir com a redução da proliferação do vírus e, claro, garantir que a operação de seleção não pare”, afirmou a fundadora e CEO da empresa, Cammila Yochabell.

A plataforma da Jobecam possibilita o candidato gravar, em um ambiente seguro, um vídeo currículo, uma entrevista pré-customizada ou até mesmo participar de conversas com recrutadores, de forma remota. “Acreditamos que, em tempos de home office, conseguimos potencializar os processos e ajudar não somente as empresas, mas também os candidatos, em especial as pessoas desempregadas, que, já estão em uma situação de vulnerabilidade e que precisam de uma esperança”, destacou Cammila.

Na plataforma, candidatos participam de conversas com recrutadores.

De um modo geral, várias empresas se uniram para propor soluções que vão beneficiar tanto empregadores quanto empregados. Além disso, vão ajudar futuros colaboradores a conquistarem o tão sonhado e necessário retorno ao mercado de trabalho. Confira algumas dessas empresas que mesmo à distância, estão à procura de novos membros para seus times:

Vulpi

Fundada em 2016, a startup mineira tem como objetivo recrutar e indicar profissionais de TI a partir da utilização de Inteligência Artificial no cruzamento de dados dos candidatos com as empresas. Hoje, a plataforma possui mais de 50 mil currículos cadastrados na base e tem uma assertividade de 94% nas indicações realizadas. Entre os clientes, estão Samsung, Anima, MaxMilhas, Monetizze, Masp, Geru e Dr.Consulta. 

A empresa adotou a política de home office desde o dia 20 de março, por conta da pandemia de Covid-19. Preocupados em manter a rotina de trabalho da melhor forma possível, o CEO da empresa, Fellipe Couto, contou que organizou algumas dicas e combinados para ajudar o trabalho nesse período. “Sabemos que manter o foco e produtividade não é tarefa fácil. Mas o ponto positivo disso, é que trabalhar remotamente vai nos ajudar a desenvolver ainda mais o nosso senso de responsabilidade”, afirma.

FELLIPE COUTO - CEO DA VULPI

Fellipe Couto, CEO da Vulpi.

Mesmo com a crise, Fellipe afirmou que houve um aumento na busca por profissionais remoto. Ele acredita que mesmo após a pandemia, várias empresas vão rever sua forma de trabalho, investir em mais tecnologia e consolidar o trabalho à distância. “A crise veio para modificar nossos hábitos de consumo, trabalho e mostrar ao mundo o quanto a tecnologia é necessária no nosso dia a dia”, destacou.

Para ser um novo “Vulper”, o CEO afirma que o candidato deve ter três características fundamentais. “Buscamos um profissional alta perfomance que entenda de forma clara que a Vulpi é um time e não uma família; pessoas extremamente curiosas, pois elas aprendem rápido e de forma insaciável; e por último e não menos importante, pessoas inovadoras, aquelas que conseguem descobrir soluções práticas para problemas difíceis”.

Fellipe ainda afirmou o que deve ser levado em consideração antes de tomar a decisão de contratar, mesmo em meio a um período delicado. “Nessa crise as empresas devem focar em construir caixa, pois não sabemos quando ela vai passar. Mas para empresas que já têm um caixa consolidado e não estão sendo afetadas com a crise, é uma bela oportunidade de contratar pessoas excelentes, pois várias empresas estão demitindo profissionais extremamente qualificados todos os dias. E, um time ótimo tende a construir soluções incríveis”.

Couto afirmou que a empresa já fazia grande parte dos processos de forma digital, usando o hangouts, e por isso, não foi difícil adaptar as etapas presenciais. “Assim que a pessoa é contratada, o mais importante de tudo é ter um processo de onboarding e integração muito bem estruturado, para que ela tenha uma experiência incrível logo na primeira semana”. Depois de contratado, toda a parte de integração do novo “Vulper” é feita online. Ele é apresentado para todos da equipe e ambientado de forma digital à cultura da empresa.

A boa notícia é que há várias vagas estão abertas na empresa. “As vagas que continuam abertas e as novas que estão para abrir são efetivas e de início imediato, pois o mercado de tecnologia não parou, ele corre na contramão da crise”, finalizou. Elas são para os cargos de Tech Recruiter Pleno (BH), Social Media (BH) e Tech Recruiter Jr. (BH). As demais podem ser conferidas neste link.

Além disso, a startup está disponibilizando gratuitamente o curso RH Tech, para qualificar a área de RH no recrutamento, na seleção e no relacionamento com os profissionais de TI. São quatro horas de conteúdos gerados a partir de experiências reais de mercado e muita pesquisa. Entre os temas abordados estão conceitos básicos de tecnologia, organização de processos, divulgação de vagas, captação ativa de candidatos, entrevistas e feedbacks.

“Acreditamos que este é o momento de as pessoas aprimorarem seus conhecimentos para que estejam mais preparadas no processo de recrutamento ao término dessa crise”, explicou Couto. Para se inscrever, acesse o site e clique em “Cadastre-se Gratuitamente”.

ChatClass

A ChatClass, edtech que democratiza o ensino de inglês com o uso de uma Inteligência Artificial no WhatsApp e com o suporte de professores do mundo inteiro, já possui a expertise de home office e para não deixar cair a produtividade, aumentou a frequência das reuniões. 

“Fazemos uma stand-up meeting, prática comum da metodologia agile, onde cada pessoa diz seus afazeres do dia, só que online. Eu já fazia os processos de contratação de forma remota: recrutamos online, fazemos entrevistas online e também negociamos a proposta online. Já havia contratado antes sem ver o colaborador pessoalmente e dessa vez segui da mesma forma. Na semana passada contratamos um desenvolvedor sênior. No entanto, já havíamos aberto vagas para a equipe de São Paulo, para marketing e vendas, quanto para a de Desenvolvedor Full Stack, no time de desenvolvedores que fica em Belo Horizonte antes da pandemia acontecer”, afirmou o CEO e fundador da empresa, Jan Krutzinna.

Ele contou que a solução proposta pela ChatClass vive um “boom” e que por isso, teve que contratar mais gente. “Atuamos no mercado EAD (Educação à distância), uma área que está com alta demanda. Inclusive, a necessidade atual de ficarmos todos em casa mostrou a força das ferramentas EAD. Por conta do crescimento das nossas operações, precisamos aumentar o time”, destacou.

Todas as entrevistas são feitas de forma remota, via videochamadas. “Já trabalhava com esse sistema anteriormente, então foi fácil seguir assim. Colaborador contratado, seguimos neste contato virtual passando demandas e com orientações constantes”. As vagas disponíveis são para Coordenador de Marketing, Engenheiro (a) React / React Native e Sales Executive. Interessados devem se inscrever pelo site.

Olist

Outra empresa que também está contratando de forma remota é a Olist, startup curitibana que ajuda pequenos e médios empreendedores a conquistarem mais clientes. Daiane Peretti, gerente de pessoas da empresa, afirma que todo o trabalho, incluindo processos seletivos, está sendo feito home office, prática já adotada pela companhia há um tempo. “No Olist, temos equipes distribuídas desde 2016. Antes da crise, 21% dos nossos colaboradores já trabalhavam remotamente. É a primeira vez que a empresa inteira está vivendo essa experiência 100% remoto”, disse Peretti.

Daiane ressalta que as contratações continuam e que inclusive, já fez o primeiro onboarding de novos olisters 100% remoto. “O que mudou foi apenas a priorização das vagas. Antes, por exemplo, o time estava trazendo muitas pessoas para trabalhar em Field Sales. Com a quarentena, fica inviável trazer novos vendedores para atuar em campo, e os olisters que já exerciam essa função na empresa foram realocados para atuar com venda interna até a quarentena acabar”. Ela afirma que agora, o foco está em trazer mais pessoas para os times de desenvolvimento e dados.

As entrevistas estão sendo feitas por videoconferência usando ferramentas como Zoom, Google Hangouts e Whereby. “Depois que a pessoa é contratada, agendamos o exame admissional na cidade em que ela mora (temos olisters em todo o Brasil), enviamos contrato de trabalho e equipamentos pelo correio”, explicou Daiane.

A gerente afirmou que nenhuma vaga está destinada a propor soluções para o combate ao novo coronavírus e que as contratações continuam apenas para posições estratégicas, todas efetivas.“O Olist não parou e estamos com vários projetos novos e melhorias na plataforma para cada vez atender com maior qualidade o nosso usuário. Estamos com vagas especialmente para times de desenvolvimento, dados e posições estratégicas (liderança)”. As oportunidades disponíveis estão neste link.

M4U

A M4U, empresa do grupo Cielo localizada no Rio de Janeiro que tem como missão digitalizar os meios de pagamento por meio de soluções inovadoras, também é uma das empresas que mesmo em home office, continua recrutando novos funcionários. “Estamos trabalhando normalmente dentro da atual situação, nossos rituais, reuniões, inclusive grandes comunicados, eventos previstos, entrevistas, tudo normal, todos ocorrendo de forma virtual”, afirmou a head de talento e cultura da M4U, Alana Mendes.

A empresa tem como parte de seu manifesto uma passagem que descreve o sentimento de se trabalhar com tecnologia: “pessoas reais com impactos reais”. “Vimos neste momento de adversidade uma forma de ampliar ainda mais esse impacto que já temos em nossa comunidade fazendo o que sabemos fazer de melhor. Essa crise está nos trazendo grandes aprendizados de trabalho, e é o momento em que nossos usuários e parceiros mais estão precisando de nós. Uma vez que continuamos rodando bem no modelo home office, também é uma forma de cumprirmos nosso compromisso com eles, aprimorando os produtos que temos já consolidados, e ofertando soluções diferenciadas que ajudarão todos a driblar esse momento difícil”, destacou.

O modo de contratação na empresa é um pouco diferente do praticado normalmente no mercado. “Não trabalhamos vagas específicas, e sim perfis. Nossas vagas são em sua grande maioria para TI, e buscamos desenvolvedores full stack que tenham um perfil parecido com o nosso, de hands on, flexibilidade, agilidade e comprometimento com o projeto e empatia com o cliente” afirmou. As primeiras abordagens estão sendo feitas por telefone, com o time de hiring, e em seguida por videoconferência com os líderes técnicos dos projetos. Todas as vagas são efetivas e, caso o candidato seja contratado, ele segue para a fase de onboarding virtual.

Atualmente, a M4U possui 17 vagas abertas e mais 21 surgindo de projetos novos que clientes decidiram acelerar com o cenário atual. “Como trabalhamos com soluções de pagamento digital, temos oportunidades surgindo com urgência de nossos clientes. Permanecemos fazendo processos seletivos, porém totalmente remotos. Nossas contratações também se mantiveram, viabilizadas pela carteira de trabalho digital, lançada ano passado pelo governo. Bastou adaptarmos o nosso processo para fazer toda a cadeia de admissão, desde exame admissional, até coleta de assinaturas de forma totalmente remota”, contou a head. Todas as vagas podem ser conferidas neste link.

Outras empresas com processos seletivos abertos

Looke

O Looke, plataforma de vídeos sob demanda totalmente brasileiro, focado em conteúdo de entretenimento, está em busca de novos profissionais da área de tecnologia, com oito vagas abertas para desenvolvedores (as) na cidade de São Paulo – SP. São eles: Back-end Sênior (3 vagas), Full Stack (2 vagas), Front-end Pleno (1 vaga), Android Sênior (1 vaga) e iOS Sênior (1 vaga). Os interessados devem enviar currículo atualizado para o e-mail.

Kryptus

A Kryptus, empresa especializada em criptografia e segurança cibernética localizada em Campinas (SP), está com diversas vagas de emprego abertas para profissionais na área de tecnologia. Há oportunidades para desenvolvimento de Software, desenvolvimento de Front–End, analistas/engenheiros da qualidade de software, pré-vendas (SDR) e analista de cibersegurança. Os requisitos para cada função varia de acordo com o perfil de especialização.

Para os aspirantes às vagas de desenvolvedores de Software sênior e pleno, é necessária a formação superior em Engenharia/Ciência da Computação, Engenharia Elétrica, Sistemas de Informação ou áreas relacionadas. O papel do profissional será desenvolver, testar e analisar código fonte de baixo e alto nível de abstração, propor, apresentar e discutir soluções com clientes e times de desenvolvimento, entre outros.

Para os candidatos a desenvolvedores de Front-End, alguns dos requisitos são graduação concluída em Ciências ou Engenharia da Computação, Sistemas de Informação ou similares e experiência com linguagens e frameworks de front-end (React Native, Swift, Java, Kotlin, Javascript etc). Aqueles que procuram a vaga de analista/engenheiro da qualidade de software – pleno e júnior – devem ter graduação completa em Ciências ou Engenharia da Computação, Sistemas de Informação ou áreas relacionadas e experiência sólida na área de Qualidade de Software.

Já os candidatos à vaga de pré-vendas devem estar cursando ou possuir ensino superior completo em Sistemas de Informação, Tecnologia da Informação, Administração ou Marketing. Inglês e espanhol serão um diferencial. A função de analista de cibersegurança pede formação em Ciências ou Engenharia da Computação, Sistemas de Informação ou áreas relacionadas, conhecimento avançado em Linux, conhecimento em linguagens, entre outros.

Para mais informações sobre as vagas e seus requisitos, acesse o site neste link.

Shopper

A Shopper.com.br, startup que auxilia o consumidor a planejar e, por consequência, economizar nas compras de supermercado, está com mais de 100 vagas abertas. São 17 posições diferentes: Analista de Compras, Analista de Estoque, Analista de Logística, Analista Departamento Pessoal, Analista de Pessoas, Auxiliar de Facilities, Dev Android, Dev iOS, Dev Web, Full-Stack, Front, Back, Empacotador, Estagiário de Estoque, Estagiário de Logística, Growth Hacker (Marketing), Inside Sales, Vendas B2B, Recrutador Júnior, Analista de Relacionamento com Clientes e Supervisor Operacional. Informações sobre vagas neste link.

Pier

A Pier, insurtech que trabalha com seguro digital para celulares e automóveis, manteve sua curva de crescimento. Por ter que adotar o modelo de trabalho remoto em sua cultura, a startup continua com sua operação normalmente e está com cerca de 5 vagas abertas para início imediato. Para mais informações basta acessar o site.

Área Central

Com sede em Rio do Sul (SC), a scale up Área Central — especialista em gestão de redes e centrais de negócios — está com 3 vagas abertas, para as áreas de suporte técnico, desenvolvedor full-stack, SDR e vendas. Como benefícios, a scale up oferece vale alimentação, vale transporte, plano de saúde e horários flexíveis, de acordo com a função exercida. Os interessados podem entrar em contato pelo email.

BRy Tecnologia

A BRy Tecnologia, em Florianópolis, está com 10 vagas abertas nas áreas de Tecnologia da Informação, Marketing e Vendas. Entre os benefícios estão plano de carreira, vale refeição/alimentação, lanche com frutas, planos de saúde e odontológico, sleeping room, sala de alimentação equipada, coffee spots (dois por andar), incentivo ao esporte (futebol, yoga).

A empresa atua há 18 anos na aplicação de protocolos criptográficos para tornar operações e negociações digitais mais seguras. É referência em soluções para carimbo do tempo, assinatura e certificação digital, infraestrutura de chaves públicas e biometria. Informações sobre as oportunidades estão no site.

Checklist Fácil

A Checklist Fácil, de Florianópolis, está com 3 vagas abertas, nas áreas de desenvolvimento e comercial. A empresa, que é líder na América Latina, desenvolve uma plataforma de criação e aplicação de checklists e planos de ação, que facilita o gerenciamento e a padronização de processos de organizações em mais de 16 países.

Entre os benefícios, destacam-se: oportunidade de desenvolvimento, plano de saúde/odontológico, vale alimentação/refeição, vale transporte/, day off, horário flexível, liccença paternidade estendida, aula de idiomas e lanche com frutas. Informações sobre as oportunidades no site.

Dígitro Tecnologia

A Dígitro Tecnologia, de Florianópolis, abriu 10 vagas em diferentes áreas de atuação, dentre elas desenvolvimento e suporte técnico, com oportunidades de desenvolvedor/analista de sistemas, designer UI/UX, analista de suporte, analista de negócios de TI, bem como vagas de estágio.

Como benefícios, a empresa oferece sala de convivência com sinuca e jogos; vale alimentação/refeição; assistência médica e odontológica; apoio no crescimento com subsídio a cursos de longa duração; investimento em capacitações; bicicletário e vagas de estacionamento, entre vários outros programas e projetos.

Para se candidatar às vagas, é necessário acessar o site da Dígitro para conferir os requisitos para cada vaga e realizar o cadastro do currículo, informando o código da vaga desejada.

Hexagon

Líder mundial em soluções digitais, a Divisão de Agricultura da Hexagon, com sede e fábrica em Florianópolis, está com 3 vagas para Desenvolvedor/C++ na capital catarinense. Mais informações no site.

Supero Tecnologia

A Supero Tecnologia fornece soluções sob medida em tecnologia da informação e atua com com alocação de profissionais especializados. A empresa tem 27 vagas abertas para desenvolvedores, engenheiros de dados, programadores web, inside sales, entre outros nas cidades de Florianópolis, Blumenau e Joinville. Inscrições no site.

Contabilizei

A Contabilizei, escritório de contabilidade pioneiro em oferecer os serviços de forma online, está com 28 novas vagas para as cidades de São Paulo e Curitiba. Por oferecer todos os serviços online, mesmo em tempos como os atuais, a startup não parou os processos seletivos que está ocorrendo de forma online, com ferramentas que eles já tinham internamente. São entrevistas por vídeos e testes online, onde eles fazem o agendamento de uma call e acompanham o candidato fazendo os testes em tempo real. As vagas podem ser acompanhadas pelo LinkedIn, neste link.

Locaweb

A Locaweb, uma das empresas pioneiras em soluções Business to Business (B2B) para transformação digital de negócios no Brasil, de capital aberto, com mais de 1.500 funcionários, é um grande ecossistema com diversos serviços que atua em duas frentes de negócios: BeOnline/SaaS e Commerce. A empresa está com o processo seletivo online em aberto para 42 posições. As vagas abrangem as áreas comercial, atendimento ao cliente, CRM, marketing, engenharia de software, designer, desenvolvedores, segurança da informação, infraestrutura, programação e produtos. As etapas das entrevistas estão sendo realizadas via Skype, Zoom e telefone, sendo que o agendamento prévio das entrevistas se dá por telefone e via invite por e-mail. Entre neste link e confira as oportunidades.

Stark Bank

A Stark Bank, fintech B2B líder em open banking no Brasil, está com mais de 20 vagas em aberto, nas áreas de marketing, vendas, finanças e tecnologia. O processo seletivo e onboarding (processo de integração) estão sendo feitos por telefone e whatsapp. Desde o início da quarentena, a empresa já está com uma pessoa contratada e com mais duas em via de serem.

A fintech fundada em 2018 oferece o API seguro e confiável, preparado e tecnológico para simplificar e otimizar processos para que Startups possam escalar seus negócios. Seus clientes (atuais) incluem: Rappi, Buser, Ingresse, Rebel, Kovi, Enova, entre outros. A empresa foi uma das selecionadas para ser acelerada pela investidora americana Y Combinator (YC). Para as vagas oferecidas existem os benefícios de: vale-refeição, vale-alimentação, vale-transporte e convênio médicos. Os interessados podem se inscrever pelo site.

Matera

A Matera , empresa de tecnologia voltada ao mercado financeiro, fintechs e gestão de risco até com mais de 200 vagas abertas para Campinas, São Paulo, Maringá e Porto Alegre, em diversas áreas como finanças, marketing, TI, entre outros. A empresa tem planos de expansão no mercado brasileiro e também no internacional. Para saber mais sobre as vagas, acesse o site.

KingHost

A KingHost, empresa de soluções digitais para profissionais de tecnologia e empreendedores, está com novas vagas abertas para analista de qualidade, analista de desenvolvimento, assistente de desenvolvimento e técnico de infraestrutura. Todas as vagas são em Porto Alegre, na sede da empresa. Os interessados pode ver mais detalhes pelo linkedin e enviar o currículo para: talentos@kinghost.com.br.


Nós do Startupi queremos contribuir para aumentar essa lista. Mande suas sugestões para contato@startupi.com.br.