A Incubadora Rio Criativo, plataforma de Economia Criativa do Estado do Rio de Janeiro, que incuba empresas, agentes e redes, tendo como meta principal incentivar o empreendedorismo criativo, independente e inovador, será palco de mais uma ocupação: um coworking gratuito de fomento e desenvolvimento da Economia Criativa! Em março, cerca de 40 postos de trabalho serão disponibilizados para novos empreendedores independentes. A cada seis meses, o ciclo se renova e outras empresas ocuparão os 40 postos de trabalho disponíveis. Entre os setores contemplados estão Literatura e Mercado Editorial, Games, Animação, Arquitetura, Moda, Novas Mídias e Cultura Popular.

De 110 inscritos, foram selecionadas 72 propostas de empreendimento com maior potencial inovador e sustentável. Além dos postos de trabalho, as  novas empresas terão acesso às demais instalações de uso compartilhado da Incubadora: salas de reunião, auditório, sala multiuso, copa e cozinha, terraço, além de serviços de consultoria e treinamentos realizados no espaço, gratuitamente.

O objetivo é que os membros do Coworking compartilhem ideias e dividam ferramentas entre si, com as empresas incubadas e com instituições que também estão apostando forte no desenvolvimento da economia criativa, criando uma rede movida pelos conceitos da inovação e do empreendedorismo.

Alguns dados sobre a Economia Criativa:

  • A Economia Criativa já representa 10% do PIB nacional;
  • Em 2011 movimentou no Comércio Mundial o total de R$ 624 bilhões;
  • Representa  50% do total de bens e serviços;
  • Em 2013 representou 2,6 do PIB, isso é um total R$ 126 bilhões / remuneração média de R$ 5.400,00 enquanto a média em outros setores foi de R$ 2.100,00;
  • Em 10 anos, o PIB da Economia Criativa cresceu 70%, representa um crescimento de 90% em postos de trabalho;
  • O Rio é o Estado que melhor paga o Criativo: média de R$ 8.700,00
  • O Estado do Rio tem 107 mil profissionais atuantes na Economia Criativa