A Marlim.Co, fintech especializada em soluções de pagamento com foco no mercado de câmbio, completou uma rodada de R$ 1 milhão em 48 horas via EqSeed, uma das principais plataformas de venture capital on-line do Brasil. Com a captação, a empresa pretende ampliar sua presença em outros mercados e evoluir o portfólio de produtos.

“Entendemos que há uma demanda reprimida no turismo e, consequentemente, no câmbio, devido à pandemia. Mas a retomada é iminente, então estamos nos estruturando para  atender esse público já a partir desse segundo semestre. Além disso, estamos mirando em outros nichos e clientes que também precisem de soluções de pagamentos específicas para suas necessidades. A meta é chegar a R$ 300 milhões transacionados até o final de 2022”, comenta José Marques, CEO da empresa.

Segundo Brian Begnoche, sócio fundador da EqSeed, a rapidez da rodada mostra uma tendência do mercado de equity crowdfunding. “Captar R$ 1 milhão on-line em apenas 48 horas é realmente um feito considerável, considerando que captações off-line no País levam, em geral, pelo menos seis meses. As rodadas na EqSeed estão sendo concluídas em um intervalo de tempo cada vez menor, seguindo uma tendência do mercado internacional, onde é normal uma startup captar milhões em investimento em apenas dias ou até horas pelas plataformas de equity crowdfunding” completa.

José revelou que entende que grande parte do interesse dos investidores está no modelo de meios de pagamento para mercados de nichos. “Creio que a tendência é cada vez mais oferecer soluções específicas para as necessidades de cada mercado, construindo soluções de pagamento/financeiras com clientes para que eles sejam donos do produto final”, avalia.

Até hoje, são mais de R$ 49 milhões investidos em startups através da EqSeed. A captação on-line foi uma das mais rápidas e gerou interesse de investidores qualificados, com um investimento médio de R$ 18 mil.

Foto em destaque: José Marques, CEO da Marlim.Co.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.