A Rappi, startup colombiana de delivery, recebeu um novo aporte de US$ 500 milhões. A rodada foi liderada pela T. Rowe Price acompanhada pelos novos investidores Baillie Gifford, Third Point e Octahedron, bem como pelo GIC e Softbank, que já fazem parte do grupo de investidores, que inclui ainda a DST Global, Y Combinator, Andreessen Horowitz e Sequoia Capital.

Com este novo investimento, o Rappi aumentará seu valuation para US$ 5,25 bilhões de dólares (cerca de R$ 27,3 bilhões). A empresa, que foi fundada em 2015, atua em mais de 250 cidades da América Latina e seu último aporte foi em 2020, no valor de US$ 300 milhões.

O foco principal da empresa é a recuperação das regiões onde atua, ajudá-las a emergirem e inovar para criar novos serviços, como a entrega rápida através de micro centros de atendimentos – Turbo – e os serviços financeiros. Além disso, com o capital adicional a startup continuará a execução do planejamento, vai impulsionar o crescimento e satisfazer as necessidades dos clientes.

O Rappi proporciona uma experiência que permite aos consumidores solicitar praticamente qualquer bem ou serviço. Para além das entregas tradicionais, os usuários podem receber produtos em menos de 10 minutos, podem acessar serviços financeiros, bem como satisfazer desejos e conseguir favores, que são opções únicas. É um serviço ao seu alcance – se pode ser comprado, realizado e entregue, o Rappi pode ajudá-lo.“, diz a empresa em comunicado, após a nova rodada de investimentos.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.