A Neuralink, empresa que desenvolve tecnologia para uma interface entre cérebro e computadores criada por Elon Musk, levantou US$ 205 milhões em uma rodada Série C. O investimento foi liderado pela Vy Capital, com participação do Google Ventures, DFJ Growth, Valor Equity Partners, Craft Ventures, Founders Fund, e Gigafund.

Também participaram da rodada os executivos e empresários Robert Nelson (cofundador da ARCH Venture Partners), Blake Byers (Byers Capital), Sam Altman (presidente da YC Group e CEO da OpenAI), Fred Ehrsam (cofundador da Paradigm e Coinbase) e Ken Howery (cofundador do PayPal and Founders Fund).

A companhia passou os últimos quatro anos construindo a primeira interface da máquina para uso terapêutico em pacientes. O primeiro produto, o N1 Link, é um dispositivo de 1024 canais que, uma vez implantado, é completamente invisível e transmite dados por meio de uma conexão sem fio.

Segundo a empresa, a primeira indicação para a qual este dispositivo se destina é ajudar tetraplégicos a recuperar sua liberdade digital, permitindo que os usuários interajam com computadores ou telefones de uma forma naturalista. Os novos investimentos serão usados ​​para levar o primeiro produto da Neuralink ao mercado e acelerar a pesquisa e o desenvolvimento de produtos futuros. Ao todo, o projeto já captou US$ 363 milhões.

Fundada em 2016, a Neuralink tem como foco ajudar as pessoas com lesões cerebrais a curto prazo e reduzir o risco de IA para a humanidade a longo prazo. A missão da empresa é desenvolver interfaces cérebro-máquina que tratem de várias doenças relacionadas ao cérebro. Além do objetivo final de criar uma interface de cérebro inteira capaz de conectar mais intimamente a inteligência biológica e artificial.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.