Startup de comércio conversacional recebe aporte de US$ 50 milhões

A Yalo, a principal plataforma de comércio conversacional (c-commerce), anteriormente conhecida como Yalochat, levantou US$ 50 milhões em uma rodada de investimento da Série C, totalizando aportes de US$ 75 milhões até hoje. A rodada foi liderada pelos investidores da B Capital Group, uma empresa de capital de risco cofundada por Eduardo Saverin.

A Yalo tornou-se rapidamente a principal plataforma de c-commerce do mundo, permitindo que grandes empresas como Unilever, Nestlé, Coca-Cola Femsa e Walmart se comuniquem diretamente com seus clientes por meio de aplicativos de mensagens como o WhatsApp. Somente na América Latina, a Yalo está apoiando empresas com uma base combinada de 350 milhões de clientes e volume de vendas de US$ 81 bilhões.

Com operações nos EUA, México, Brasil e Índia, a Yalo usará os recursos para aprofundar sua presença na América Latina e no Sudeste Asiático e também para financiar o desenvolvimento de novas ofertas de produtos, incluindo soluções de marketing conversacional e pagamentos.

“A Yalo se tornou a empresa líder em comércio conversacional, revolucionando a forma como as grandes empresas se relacionam com seus clientes e permitindo que eles realizem transações por meio de aplicativos de bate-papo. Ficamos impressionados com sua execução e estamos muito satisfeitos em expandir nosso relacionamento com eles, liderando sua rodada da Série C”, disse Saverin.

O comércio conversacional permite que as empresas vendam produtos de forma personalizada por meio de aplicativos de mensagens, unindo a proximidade do mundo físico com a conveniência do comércio digital. De acordo com um relatório do BCG, o c-commerce já é um mercado de US$ 35 bilhões, com potencial para atingir US$ 130 bilhões até 2025 em mercados emergentes, onde representa 60% do comércio digital e 8 em cada 10 consumidores são expostos a compras on-line exclusivamente via c-commerce.

“Vimos um aumento significativo nas vendas desde o início de nossa parceria de comércio conversacional com a Yalo”, disse John Santa Maria, CEO da Coca Cola Femsa. “Agora temos quase meio milhão de lojas fazendo seus pedidos conosco pelo WhatsApp. O comércio conversacional se tornou rapidamente um canal de comércio importante e de crescimento acelerado para nós em vários países. Estamos entusiasmados para trabalhar em estreita colaboração com a Yalo”.

A tecnologia da Yalo é compatível com qualquer plataforma e pode ser incorporada em qualquer aplicativo de mensagem, tornando extremamente conveniente para as empresas estarem onde os clientes estão. A plataforma de comércio conversacional da Yalo, que inclui soluções de marketing, help desk e pagamentos, permite que as empresas executem suas operações mais críticas, como vendas, em seus aplicativos. Com o Yalo Studio, a empresa também permite que não desenvolvedores e parceiros criem suas próprias aplicações de c-commerce. 

“Estamos honrados em ajudar as empresas a prosperar e se tornarem mais centradas no cliente por meio do comércio conversacional”, disse Javier Mata, fundador e diretor executivo da Yalo. “Por muito tempo, a transformação digital empresarial foi sinônimo de complexidade; agora, não mais. O comércio conversacional é uma solução tecnológica simples, que permite às marcas encontrar os usuários finais onde eles já estão: em seus canais favoritos de comunicação móvel. Usaremos esta rodada de financiamento para desenvolver novos produtos de conversação e agregar mais valor para nossos clientes globais, permitindo que mantenham seus relacionamentos com os clientes e concorram com gigantes do e-commerce”.  

Durante a pandemia, a Yalo permitiu que empresas como a Coca-Cola transferissem o comércio das lojas físicas para o comércio conversacional, gerando um aumento nas vendas superior a 20%. Da mesma forma, a Yalo ajudou a varejista Sears a aumentar sua taxa de conversão via c-commerce em 260%. Impulsionada pelas histórias de sucesso desses clientes, no ano passado, a Yalo registrou um crescimento de receita ano a ano de 120%, e a empresa rapidamente expandiu suas equipes para atender clientes em mais de 41 países. 

“O comércio conversacional está se tornando rapidamente o e-commerce 2.0 ao permitir que as marcas conectem sistemas críticos de negócios com os consumidores em aplicativos de mensagens, onde eles já gastam 84% do tempo ao telefone, especialmente em nossos principais mercados da América Latina, Índia e Sudeste Asiático. A Yalo ajuda as empresas a lidar com o relacionamento com o cliente e o processo de compra de ponta a ponta”, disse Mata. “Estamos confiantes de que o volume de vendas globais de comércio de conversação deve superar o e-commerce no longo prazo, e estamos muito entusiasmados por desempenhar um papel fundamental nesse crescimento transformador para empresas no mundo inteiro.

Foto de destaque: Javier Mata, fundador e diretor executivo da Yalo.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.

Mais tradicional portal de mídia brasileiro sobre o mercado de Startups, Inovação, Investimentos, Empreendedorismo e Tecnologia. Desde 2008 vem colaborando para a construção do ecossistema brasileiro de Startups, informando e educando todo o mercado. Quer falar com a gente? Clique aqui e envie uma mensagem para redação, parceria ou comercial. Mantenha-se atualizado sobre as novidades do Startupi pelas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Linkedin.

Matérias Relacionadas

No comments yet. You should be kind and add one!

Our apologies, you must be logged in to post a comment.