Plataforma de criptomoedas capta US$ 250 milhões e vira unicórnio

A Bitso, plataforma de criptomoedas fundada no México e com atuação global, anunciou o início das operações de varejo no Brasil, em paralelo ao novo aporte de capital de US$ 250 milhões, que a posiciona entre as três fintechs mais valiosas da América Latina e a eleva ao status de unicórnio.

A recente rodada de investimento foi liderada por Tiger Global e Coatue, com a participação de outros fundos como Paradigm, BOND e Valor Capital Group, além do trio QED, Pantera Capital e Kaszek, que já haviam investido US$ 62 milhões em dezembro de 2020 juntamente com a Coinbase. Com o novo aporte, o valor de mercado da Bitso passa a US$ 2,2 bilhões. A plataforma, que já opera no México e na Argentina, a partir de agora está aberta para o varejo no Brasil.

Os recursos serão utilizados para aumentar o acesso a criptoativos na região. “Criptoativos estão ganhando adoção rapidamente na América Latina. Estamos animados com a parceria com a Bitso e acreditamos que eles têm a equipe e a plataforma certas para aumentar a participação neste mercado crescente”, disse Scott Shleifer, sócio da Tiger Global.

“Este é um momento especial para a Bitso, com duas conquistas significativas para o crescimento da empresa, global e localmente”, afirma Marcos Jarne, country manager da Bitso no Brasil. “Ao iniciarmos a operação de varejo no Brasil, avançamos em nosso objetivo de tornar os criptoativos úteis para as pessoas e de participar ativamente da expansão do mercado local. A nova rodada de investimento consolida a empresa como um dos principais players do mercado e abre novas possibilidades de negócios”, completa Jarne.

O executivo destaca, ainda, a transparência e a segurança oferecidas pela plataforma, que é regulada pela Comissão de Serviços Financeiros de Gibraltar (GFSC, na sigla em inglês), que faz parte da IOSCO (organização internacional de reguladores de valores mobiliários).

“O crescimento do uso de criptoativos na América Latina impulsiona a rápida expansão da Bitso, que já ultrapassa dois milhões de clientes na região. A partir de agora, o Brasil terá forte contribuição para impulsionar a empresa na América Latina”, reforça Jarne.

Marcos Jarne, country manager da Bitso no Brasil.

O cofundador e sócio da QED Investors, Nigel Morris, destaca: “Não há mais como negar a existência dos criptoativos, em grande parte devido à visão e paixão do Daniel Vogel, CEO da Bitso, e de seu excelente time, que lideraram o caminho para provar que os criptoativos vieram para ficar. Estamos muito animados em investir mais uma vez na Bitso para catalisar seu crescimento e alimentar a expansão para novos países”.

Inicialmente, o foco da Bitso está em sua plataforma online para compra, venda e negociação de criptoativos por pessoas que já possuem conhecimento sobre o tema. Em breve, a Bitso expandirá suas ferramentas e seus produtos para outros perfis de investidores.

* Foto de destaque: Daniel Vogel, CEO da Bitso.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.

Mais tradicional portal de mídia brasileiro sobre o mercado de Startups, Inovação, Investimentos, Empreendedorismo e Tecnologia. Desde 2008 vem colaborando para a construção do ecossistema brasileiro de Startups, informando e educando todo o mercado. Quer falar com a gente? Clique aqui e envie uma mensagem para redação, parceria ou comercial. Mantenha-se atualizado sobre as novidades do Startupi pelas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Linkedin.

Matérias Relacionadas

No comments yet. You should be kind and add one!

Our apologies, you must be logged in to post a comment.