* Por Silvio Trovões

O ano de 2020 viu muitas pessoas buscando novas oportunidades de negócio em meio à crise sanitária ou formas de complementar a renda num período economicamente desafiador. Apenas no ano passado, o Ministério da Economia reportou a marca histórica de 3,3 milhões de novos negócios, mas uma parcela deles não deve resistir por muito tempo por conta de fatores que estão fora de seu controle, como a saúde da economia local e a demanda pelo produto ou serviço oferecido, e outros sob os quais é possível agir. Neste último grupo, um ponto fundamental para a sobrevivência de novos negócios é ter uma sólida política de preços. 

A política de preço demonstra ao mercado e aos consumidores a forma como a empresa quer ser reconhecida, seja oferecendo preços mais baratos, produtos mais caros ou experiências premium. Um negócio recém-criado não precisa, necessariamente, ter essa política definida ao abrir as portas. Muitas vezes, o processo de descoberta do posicionamento leva tempo e requer muita pesquisa de mercado para entender como os concorrentes em potencial se portam, testes de alteração de preço para medir variação no número de vendas e um aprofundamento nos valores e princípios que regem a companhia. 

Para os microempreendedores individuais, que representam quase 80% dos negócios abertos em 2020, ter uma política de preço definida traz vantagens importantes – como saber onde estão inseridos no mercado, lucro médio sob seu produto ou serviço e onde é possível enxugar custos, caso seja necessário. Outro benefício é ter conhecimento de quais indicadores econômicos e empresas concorrentes precisam ser monitorados, possibilitando que esses negócios reajam rapidamente em caso de movimentações. 

É importante frisar que a política de preço não deve ser algo imutável; ela é fluida. Empresas resistentes a mudanças podem estar se limitando ou até mesmo se prejudicando.  Para entender se chegou a hora de fazer esse ajuste, é preciso olhar para dentro e para fora. Internamente, os objetivos da empresa já foram atingidos? O limite de vendas foi alcançado? Estes são alguns bons indicadores de que é hora de mudar. Do lado de fora, como já mencionei, é importante estar constantemente atento aos concorrentes e ao mercado, entender onde o seu negócio se posiciona em relação a eles. 

Essas mudanças não precisam ser bruscas. Para novos negócios, é melhor dar pequenos passos antes e não correr riscos desnecessários. Existem muitos outros fatores que influenciam o sucesso de uma nova empreitada, e o processo de definição da política de preço leva empreendedores em uma jornada de descobrimento sobre o próprio negócio, área de atuação no mercado que são fundamentais para a sobrevivência no longo prazo.


* Silvio Trovões é Gerente de Precificação e Portfólio na Printi.