* Por Eduardo Terzariol

Líderes de todo o mundo começam a se dar conta de uma importante realidade: “Não existirei se não estiver na nuvem”. Essa constatação tem sido acelerada pela pandemia.

A questão crítica, “Será que o meu negócio vai continuar a existir?”, resume-se, em última análise, a dois aspectos: 

Competitividade: A sua força de trabalho é produtiva e colaborativa? Aproveita os seus dados para melhorar o serviço ao cliente e adquirir novos clientes? Você otimizou suas operações em termos de custo e eficiência?

Resiliência: O seu negócio é capaz de responder às pressões e oportunidades do mercado com agilidade? Você considera a sua organização segura contra ameaças crescentes?

Muitas companhias respondem sim a estas duas perguntas. Se sua empresa não estiver entre elas, você tem um grande desafio pela frente.

Analise os dados

Desbloquear e ativar o valor dos dados tem benefícios claros de primeira linha. Ao focar, configurar ou aprimorar uma plataforma de dados baseada em nuvem e equipar equipes ágeis, os CIOs podem dobrar ou até triplicar a velocidade de desenvolvimento em curto prazo.

O sucesso de longo prazo pode ser fortemente influenciado pela eficácia da abordagem de dados de uma empresa. No entanto, otimizar dados é uma tarefa complicada. Inclui o desenvolvimento de modelos para governança de dados, redesenho de processos, como aplicativos modulares, e aproveitamento dos benefícios da tecnologia flexível, escalável e baseada na nuvem.

Ao se concentrar na construção de uma arquitetura digital inteligente em um espaço de nuvem moderno, as empresas ativam o valor dos dados e colhem os frutos. Colocar os dados no centro da evolução organizacional, permite obter uma visão clara de toda a empresa, tomar decisões informadas e criar agilidade nos negócios.

Agilidade é fundamental

A agilidade dos negócios é alcançada pela adaptação rápida de bens e serviços para atender à demanda do cliente. A COVID-19 transformou para sempre a vida de todos, especialmente na adoção do mundo digital. Essas mudanças de comportamento remodelaram as jornadas de decisão do consumidor e as companhias precisam se adaptar rapidamente ou correm o risco de perder para aqueles que migraram para o digital antes.

As empresas que já estão na nuvem podem se beneficiar de um ritmo mais intenso de desenvolvimento de produtos, que alinha diretamente a infraestrutura de TI com as metas e objetivos de negócios. Além disso, eles podem escalar processos de tecnologia para cima e para baixo conforme necessário, otimizando o uso de ativos de TI. 

De acordo com um estudo da Mckinsey, para os CIOs, o aumento da agilidade e a melhor qualidade de serviços ao cliente são os impulsionadores do investimento na modernização da infraestrutura e a nuvem está no centro disso.

Engajando especialistas

Para usufruir de todos os benefícios da agilidade não basta migrar os aplicativos para plataformas em nuvem. Uma estratégia holística de nuvem agora é um componente fundamental e os líderes precisam entender como aproveitar as inovações tecnológicas mais recentes para cumprir sua estratégia e objetivos de negócios.

O grande desafio é que o ritmo de inovação exige um investimento significativo para interpretar e traduzir as novidades em soluções que atendam aos objetivos de negócios. A escolha de um parceiro tecnológico com experiência em nuvens privadas, hospedadas, híbridas e públicas viabiliza um ambiente seguro, ágil, escalável e disponível, independentemente do local em que os sistemas operam.

Essa preocupação na seleção dos fornecedores deve estar presente seja qual for o porte da empresa. Lembre-se: sem um foco contínuo em aproveitar a tecnologia mais recente para obter uma vantagem competitiva você pode ficar para trás.


* Eduardo Terzariol é Cloud Architect Sr. Manager da Logicalis Brasil.