A Afya Educacional, grupo de educação médica, anunciou a aquisição da Medicinae Solutions, fintech do segmento de saúde, por R$ 5,6 milhões, 100% pagos à vista. A empresa, criada em 2016, permite a médicos ter controle do fluxo de caixa do consultório e do capital de giro por meio de um acompanhamento estrito da entrada de faturamentos, pagamentos e glosas dos principais planos de saúde, bem como cartões de crédito, em uma única plataforma.

Outro benefício é a redução do longo ciclo de pagamento – queixa comum dos médicos, podendo chegar até 90 dias -, ao viabilizar a antecipação do recebíveis de planos de saúde e de cartão de crédito das consultas particulares com taxas de mercado competitivas. A Medicinae antecipa os recebíveis por meio de fundos de terceiros, operação permitida devido à criação de uma conta de custódia para os clientes.

“A Medicinae despertou nossa atenção porque tem um modelo de negócio muito inteligente de otimização do ciclo de receita dos médicos. E nossa entrada no segmento de serviços digitais visa exatamente isso: facilitar a rotina do médico para que ele se concentre no principal, que é o atendimento dos pacientes e em seus estudos e atualização permanentes. Há relatos de médicos que perdem até 6% do faturamento pelo fato de não acompanharem com a atenção necessária a gestão financeira de seus consultórios”, explica Virgilio Gibbon, CEO da Afya.

A empresa, que já conta com 1.400 usuários registrados e R$ 121 milhões em transações na plataforma, é o quarto investimento da Afya no segmento de healthtechs. Em julho, a PEBMED marcou a entrada da Afya no segmento. Plataforma tecnológica de auxílio à tomada de decisões clínicas, a PEBMED é proprietária do Whitebook, há cinco anos no Top 10 dos apps de maior receita gerada no Brasil. Em novembro o grupo comprou a Medphone, que complementa a oferta da PEBMED de suporte à decisão clínica; e, e em janeiro, foi confirmada a aquisição da iClinic, que oferta prontuário médico eletrônico e ferramentas de gestão.

Com a chegada da Medicinae ao grupo, seus dois fundadores se juntam ao time da Afya: Rafael Coda, administrador com mais de 17 anos de experiência em negócios e finanças; e Luciana Lessa, médica com especialização em cirurgia geral, com MBA em gestão e mais de 15 anos de experiência e passagens pela Golden Cross, Oncologistas Associados e Unimed Rio.

“Esta é uma sinalização muito importante que estamos dando ao segmento de saúde e ao mercado em geral: além de aumentarmos nossa penetração e portfólio de serviços digitais para o médico, estamos trazendo para dentro de casa empreendedores, grande parte deles médicos, que pensam a saúde com tecnologia e com soluções inovadoras para ajudar a rotina de seus pares. E com a Afya – maior grupo de educação médica, com mais de 200 mil profissionais da área de saúde utilizando suas plataformas e serviços -, poderemos escalar rapidamente essa oferta, ampliando nossa prestação de serviços para médicos do país”, completa Virgílio Gibbon.