A Home Agent, empresa que oferece operação de contact center baseada inteiramente em home office, recebeu um aporte da BR Angels Smart Network, associação de investimento-anjo composta por executivos C-Level de grandes empresas em diferentes mercados. Com o capital, a startup espera ampliar a sua capacidade operacional para acelerar as vendas em 2021 e ampliar o seu quadro de clientes. O valor da transação não foi revelado.

Desde abril, a Home Agent viu os seus serviços aumentarem em quase 700% com a assinatura de contratos com empresas que, antes da pandemia, não terceirizavam setores de atendimento. Isso fez com que a companhia saltasse de um patamar de 150 para mais de 1 mil posições de atendimento somente este ano. Durante o período de isolamento social, a empresa também captou 15 novos clientes e tem contado com um ritmo de aceleração cada vez maior em seu volume de negócios, mesmo com a reabertura econômica.

“O ‘novo normal’ mudou a forma como o mundo passou a enxergar o trabalho remoto. Por isso, optamos pela Home Agent. Trata-se de uma empresa extremamente alinhada com o futuro, disponibilizando serviços através de profissionais altamente capacitados para atendimento em call center, de forma 100% remota. Quando podíamos imaginar uma empresa de call center sem custos gigantescos de infraestrutura/capex? Ou contratando profissionais altamente capacitados para vagas às vezes não tão atrativas? A Home Agent criou um modelo que oferece tudo isto com preços acessíveis. Basta que a Home Agent recrute os seus ‘agentes’ e lhes diga qual é a sua missão. A partir daí, cada um deles fica livre para trabalhar dentro de casa, conforme as metas que precisam atingir”, explica Orlando Cintra, CEO da BR Angels.

Para Fabio Boucinhas, CEO da Home Agent, integrar a rede da BR Angels proporciona muito mais do que suporte financeiro para os próximos projetos da empresa. “O apoio da BR Angels chega em um momento positivo para a empresa, visto que estamos acelerando cada vez mais. O contato com o grupo permite que tenhamos acesso a uma rede de executivos de alto nível capaz abrir portas para muitos novos clientes. Além disso, a BR Angels oferece mentorias que nos permitem crescer exponencialmente em processos de estruturação e amadurecimento da empresa, o que nos ajuda a desenvolver novas competências dentro de prazos muito menores”, afirma. “Crescer rapidamente é desafiador e é muito bom poder contar com ajuda de executivos e empreendedores experientes que já passaram pelos mesmos processos”, completa o executivo.

Home Agent

Fabio Boucinhas, da Home Agent. Foto: Divulgação

Paulo Mancio, associado do BR Angels e Board Advisor da Home Agent, acrescenta que a escolha da startup também se deu tanto pela liderança jovem, competente e aberta às orientações que a BR Angels tem a oferecer, quanto pelos atributos do negócio para promover a inserção do conceito de home office dentro das empresas.

“Em função do momento delicado pelo qual passamos com a pandemia, o trabalho doméstico passou a ser um tema central no mercado, já que essa é uma tendência que deve permanecer. Uma empresa capaz de implementar esse formato com extrema agilidade e profissionalismo, em aspectos que vão desde infraestrutura e produtividade até questões que envolvem assuntos jurídicos, faz toda a diferença na hora em que um cliente precisa decidir quem contratar para se adequar à nova realidade em que vivemos. Esperamos contribuir para que a Home Agent possa não só crescer e assinar novos contratos, mas também desenvolver novas soluções e aprimorar as que já utiliza. Trata-se de um modelo de negócio com um grande potencial”, afirma Mancio.

Esse foi o quarto acordo firmado pela BR Angels. Com isso, o grupo atingiu a marca de R$ 5,5 milhões em aportes concedidos para startups somente em 2020. A associação revelou ainda que pretende encerrar o ano com o total de R$ 12,5 milhões investidos em novas empresas.