A Shipay, fintech que atua como integradora de carteiras digitais nos caixas de aparelhos comerciais, anunciou a chegada de dois novos investidores no capital da empresa: Laércio Cosentino, sócio-fundador da TOTVS, e João Augusto Valente, sócio-fundador do Grupo ABC de Comunicação. O valor da transação não foi revelado.

Com o aporte, a startup investirá em estrutura e tecnologia a fim de crescer de forma acelerada e sustentável nos próximos anos. Também vai assegurar uma escalabilidade mais adequada, diante das perspectivas de transformações profundas no mercado de meios de pagamento e transações financeiras.

A Shipay foi criada ao final de 2019 por cinco sócios, Luiz Coimbra, Charles Hagler, Paulo Loureiro, Fabio Ikeno e Altair Gonçalves, todos egressos de grandes grupos dos setores de tecnologia e finanças, como Carrefour, Totvs, Itaú, Citi e Mastercard. A fintech busca equacionar uma demanda crescente pelos meios digitais, em linha com a multiplicação de carteiras digitais no país.

Para impulsionar o uso dos pagamentos digitais, a Shipay fomenta o ecossistema em que fornecedores de software para PDVs, carteiras digitais e estabelecimentos comerciais formam os pilares do negócio da fintech. “Um dos objetivos da Shipay é popularizar o acesso a meios digitais de pagamento, democratizando a distribuição de novas carteiras ao mesmo tempo em que facilita a adoção pelo varejo e sistemas de automação”, diz Charles Hagler, co-CEO da Shipay.

Para isso, a solução da Shipay integra as diversas formas de pagamento digital disponíveis hoje no país ao sistema de caixa do estabelecimento comercial. Para realizar a compra, por exemplo, basta o cliente abrir em seu celular o app da carteira digital que vai utilizar e apontar para um QR Code no monitor do operador do caixa com o valor da compra, concluindo, assim, a operação.

Após ter iniciado o ano com dez empresas de PDVs parceiras, a Shipay agora já soma mais de setenta em seu portfólio. Isso dá à fintech um potencial de atendimento de aproximadamente 270 mil clientes em todo o país, número de estabelecimentos cobertos por essas empresas de software. Os investimentos anunciados reforçam a capacidade da fintech de deslanchar seus planos de expansão junto a esse mercado potencial.

Shipay

Charles Hagler e Luiz Coimbra, respectivamente

“Os dados mostram um contínuo interesse do consumidor brasileiro pelos pagamentos digitais. Os diferenciais do nosso produto são a agilidade, segurança e a facilidade, ao reunir as principais carteiras digitais do mercado e PIX, tornando mais fluído o pagamento no varejo, sem nenhum contato físico”, acrescenta Hagler.

Na avaliação dos executivos da Shipay, a combinação do número crescente de interessados em pagamentos por meios digitais no varejo mostra um grande potencial neste segmento. “Os varejistas que estiverem adaptados a essa nova realidade e oferecerem tanto o PIX quanto outras opções de pagamentos digitais atraentes e de fácil operacionalização aos seus clientes vão sair na frente”, afirma Luiz Coimbra, co-CEO da Shipay.

Investidores

Laércio Cosentino é fundador e presidente do Conselho de Administração da Totvs, uma das maiores empresas de software aplicativo do Brasil, presidente do Conselho de Administração da Brasscom (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação) e presidente do Conselho de Administração da Mendelics, empresa focada na genética como diagnóstico.

Cosentino vem investindo em startups por meio de seu family office, o MCLC4, em quatro setores: tecnologia, saúde, financeiro e construção civil.

“Tenho certeza de que a Shipay, inserida no ecossistema de fornecedores de software, carteiras digitais e empresas varejistas, atende os pré-requisitos de soluções de inovação integradas com diversos atores do mercado, algo essencial para o sucesso de uma empresa atualmente. São inúmeras as dores do mercado resolvidas pela abordagem e soluções desta fintech”, destaca Cosentino.

João Augusto Valente, o Guga Valente, foi um dos criadores de agências de propaganda ícones no país, como Africa e DM9. Também foi cofundador do Grupo ABC, adquirido pelo grupo americano OMNICOM em 2016.

“O mundo está em mudança muito acelerada por conta das inovações tecnológicas, e o Brasil é um país que rapidamente adere às novidades. Nos setores financeiro e de varejo, tal comportamento é particularmente ainda mais forte, o que faz da solução da Shipay, muito prática e criativa, um ativo com enorme potencial de crescimento”, conclui Valente.