A fintech Asaas, startup que desenvolve uma conta digital para empreendedores, recebeu um aporte de R$ 37 milhões liderado pelo fundo de investimento Inovabra Ventures, braço de Corporate Venture Capital do banco Bradesco. A rodada foi acompanhada também pela Parallax Ventures, especializadas em fintechs brasileiras, que já tinha participação na empresa e fez seu segundo aporte.

O capital será utilizado para investimento majoritariamente em pesquisa e desenvolvimento (P&D) – engenharia, Machine Learning, Ciência de Dados, Design e Experiência de Usuário -, além de marketing, distribuição e vendas. A expectativa é chegar a 300 colaboradores até 2022, abrindo mais cinco escritórios comerciais nas maiores capitais do País. Nos próximos quatro anos, o Asaas pretende atender a 1 milhão de pequenos negócios e transacionar mais de 30 bilhões de reais ao ano, levando seu faturamento para mais de R$ 1 bilhão em 2024.

Com uma categoria inovadora de serviços financeiros, a empresa leva ao mercado sua solução com o conceito de Entrepreneur Assistant, ou seja, assistente do empreendedor, para um público potencial de 38 milhões de clientes. Com 50 mil clientes ativos e R$ 3 bilhões transacionados na plataforma nos últimos 12 meses, o Asaas foi reconhecido em 2018 pelo Fórum Econômico Mundial como uma das 50 empresas mais disruptivas na América Latina em inclusão financeira, duas vezes entre as “100 empresas para ficar de olho” pela revista PEGN e entre as 10 empresas mais relevantes em pagamentos no país pela Distrito, dentre as mais de 200 analisadas.

A ferramenta fornece em um único lugar serviços financeiros tradicionalmente consumidos de um banco, aliado a um software de gestão financeira e a uma ferramenta de comunicação, com emissão de cobranças. “Essa combinação se mostrou bastante eficiente no aumento das vendas de PMEs e MEIs e na diminuição da inadimplência, reduzindo a mortalidade dessas empresas”, destaca o CEO da companhia, Piero Contezini.

Com o investimento minoritário, de acordo com Piero, esta é uma aposta do conglomerado Bradesco com potencial de impacto no sistema financeiro através da convergência de soluções inovadoras para um público-alvo, até então pouco atendido pelos players tradicionais, carente de tecnologias de automação de sistemas.

“O Asaas tem feito um excelente trabalho de apoio aos pequenos empreendedores e isso faz parte da missão do Bradesco”, destaca Rafael Padilha, diretor responsável pela área de Private Equity no Banco Bradesco. Além do Asaas, o Inovabra Ventures já investiu em 10 empresas desde seu início, em 2017, sendo 4 dos aportes realizados em 2020.

Com sede em Joinville, Santa Catarina e escritórios comerciais em Florianópolis e São Paulo, a fintech conta com mais de 140 colaboradores. Foi fundada pelos irmãos Piero e Diego Contezini em 2013, empreendedores seriais que participaram da fundação de outras startups de sucesso no mercado brasileiro — ambos continuam na liderança do negócio.

“Estamos construindo com o Asaas um futuro onde a simbiose de software e serviços financeiros atuarão ativamente nas mais diversas áreas de negócios, automatizando todos os processos não essenciais, eliminando o esforço do empreendedor para executar atividades repetitivas, manuais ou burocráticas, deixando ele livre para fazer o que faz de melhor”, finaliza Piero Contezini.

Ao longo da trajetória, a Asaas já havia captado R$ 12 milhões em aporte de fundos como Cventures, Escala Capital de Risco, The Hive, Grão Investimentos e Parallax Ventures.