A iugu, fintech de meios de pagamento e plataforma de automação financeira para empresas, acaba de receber licença do BACEN (Banco Central) que a autoriza a funcionar como uma Instituição de Pagamentos. A aprovação foi publicada ontem no Diário Oficial da União.

Com a certificação, o portfólio de soluções financeiras disponíveis aos clientes da fintech passa a contar com novas funcionalidades, como o recebimento de dinheiro via TED, pagamento de boletos e tributos através da própria plataforma, além de uma opção de cartão pré-pago.

“A partir deste momento, somos uma das poucas fintechs com licença de Instituição de Pagamentos. Com isto, reforçamos nossa credibilidade junto aos nossos clientes e temos maior flexibilidade para entregar novos produtos cada vez mais inovadores”, afirma Patrick Negri, fundador da iugu.

Atuando como facilitadora nos processos de emissão de boletos e pagamentos via cartão de crédito, a plataforma oferece automação financeira, serviços de split de pagamento e recorrência de cobrança, unidos a funcionalidades de conciliação e controle. A solução da Iugu se diferencia pela flexibilidade, facilidade de uso e adaptação aos diferentes modelos de negócio, independentemente do tamanho e nível de maturidade tecnológicos dos clientes. 

“Em breve, funcionalidades como pagamentos de tributos, boletos de fornecedores e gestão de folha de pagamento poderão ser acessados em uma única conta, que concentrará toda a inteligência financeira do negócio em um dashboard de uso simples e intuitivo. Nosso objetivo vai muito além de tornar mais eficiente o processamento de pagamentos pelos nossos clientes. Concentramos, em primeiro lugar, na otimização dos processos e controles dos riscos deles. Nesse sentido, focaremos cada vez mais no treinamento dos nossos colaboradores para desenvolvermos soluções e processos que atendam suas necessidades do dia a dia”, pontua o executivo.

Atuando com cerca de 50 mil clientes ativos em diferentes setores da economia como e-commerces, desenvolvedores de software, escolas, academias, ERPs e empresas de contabilidade, a iugu vem dobrando o seu volume financeiro processado a cada ano, nos últimos oito anos. Com uma plataforma fácil de utilizar e a um custo acessível, a fintech desenvolveu soluções que atendem desde pequenas empresas, até grandes nomes de mercado.