Para ajudar as empresas de fretamento parceiras, durante a quarentena devido ao coronavírus, a Buser está oferecendo um adiantamento de pagamento, de forma gratuita, sem taxas ou juros. Todas as empresas de transporte que operam pela plataforma estão com as operações pausadas, enquanto durar o período de isolamento social. A startup anunciou a paralisação total de viagens no dia 21 de março, a fim de evitar o risco de contaminação entre os usuários.

“A Buser possui um compromisso com a sociedade e a saúde das pessoas. Fomos a primeira empresa da área a parar as operações para evitar o risco de contaminação. De forma constante, avaliamos nossos planos de retomada e o faremos quando entendermos que temos um ambiente de segurança para nossos clientes, parceiros e colaboradores”, explica Marcelo Abritta, CEO da Buser.

O auxílio do “Uber dos ônibus” serve de suporte aos empresários parceiros durante o período de paralisação das viagens. Enquanto não retornam, eles recebem uma antecipação financeira para se prepararem até as atividades voltarem ao normal. Para este fim, a Buser destinou R$ 2 milhões do seu caixa.

Este suporte é uma forma estratégica de incentivar os empresários a não demitirem seus funcionários, que trabalham nas áreas administrativas, de serviços e manutenção. A expectativa é que a ação impacte direta e indiretamente mais de 300 famílias, que fazem parte dos laços destes colaboradores.

Até agora, mais de 50 empresas de ônibus foram beneficiadas com o valor do primeiro lote de pagamentos e nos próximos dias mais adiantamentos serão feitos. Além de proporcionar o respaldo, a Buser não vai cobrar juros sobre o valor antecipado. No retorno das operações e conforme as viagens acontecerem, o valor será abatido de forma parcial no decorrer dos meses seguintes, sem taxas ou encargos.