Um belo dia você acorda com aquela grande ideia de aplicativo. Sua startup será um sucesso, você será o próximo Zuckerberg e sua carreira empreendedora de sucesso está só começando. A não ser pelo fato que seu aplicativo vai morrer um mês depois do lançamento.

A narrativa triste parece pessimista, mas é uma verdade sobre os aplicativos lançados na App Store, de acordo com estudo divulgado pela Adjust e feito a partir da apptrace.

O estudo mostra que, desde que a loja foi lançada em 2010, 15% dos apps foram retirados do sistema – os chamados “apps mortos” – e que atualmente existe uma taxa de 80% de apps zumbis, que corresponde a apps que não aparecem no mínimo dois dias consecutivos no mesmo mês em qualquer uma das listas de favoritos – e são 39 mil listas possíveis, leia até o fim!

Mas se você está prestes a lançar um aplicativo, não se assuste. Ou pelo menos não se assuste ainda. As categorias com mais moribundos são as de livros, entretenimento e utilidades. E no número total, a categoria com maior número de mortos é a de jogos. Ou seja, estar fora dessas categorias já é sinal de otimismo. Caso esse não seja seu caso, a solução é testar com muitas pessoas diferentes (várias idades, sexo, ocupações) a retenção do app.

Apps lançados por mês na loja da Apple

Apps lançados por mês na loja da Apple

Números

Segundo o relatório, desde que a App Store nasceu, mais de um 1,6 milhão de apps entraram na loja. Desses, 350 mil foram tirados da loja, o que significa uma morte de 21,8% dos apps da loja. Atualmente, existem 1,2 milhão de apps disponíveis na loja e cerca de 60 mil são adicionados todo mês –uma média que vai aumentando mês a mês.

Em 2013, cerca de 454 mil apps foram lançados na App Store e 15% desses foram retirados da loja durante o ano. A maioria dos “apps mortos” estão na categoria de livros (27%), entretenimento (25%) e utilidades (24,9%), porém em número absoluto, a maioria de apps mortos são de jogos –cerca de 65.643 apps.

Tanto a Apple como quem publica o app (geralmente o desenvolvedor) podem tirar o app da App Store. A Apple usa o argumento que o app viola um dos termos de publicação de apps (como um app clonado, por exemplo) da loja e os desenvolvedores quando os apps não atingem seu propósito, como quando a empresa lança um novo app que oferece os mesmos serviços do anterior, por exemplo. O relatório também afirma que não há uma correlação significativa entre apps com péssimas críticas e os apps que são retirados da loja.

Os apps zumbis são aqueles que não recebem atenção mensurável (reviews, downloads) para aparecer nas listas da App Store. A diferença entre um app vivo e um zumbi é que o primeiro tem que aparecer em qualquer uma das mais de 39 mil listas de apps tops (que combinam diversos países e categorias) no mínimo dois dias consecutivos por mês.

O número de apps zumbis só tem aumentado. Em junho de 2014 79,6% dos apps foram zumbis (953 mil de quase 1,2 milhão de apps). Em maio deste ano foram 77%. Para comparar, em junho de 2013, 70% dos apps eram zumbis e em dezembro esse valor subiu para 75%.