A AdTangerine surgiu de uma mistura de Porto Velho e Joanesburgo. Tiago Guedes, Jonatas de Paula e Raphael Costa –brasileiros e africano, respectivamente– se juntaram para criar uma nova moeda abstrata que quer tornar a publicidade acessível para qualquer um, mesmo quem não quer gastar dinheiro com isso. A ideia foi bem recebida e já tem um padrinho importante, o investidor anjo João Kepler.

Na prática, a ferramenta funciona assim. Quem quiser promover sua marca, startup, site, blog ou qualquer negócio nas redes sociais, entra no site e recebe dez tangerinas gratuitas para criar um anúncio e ver as pessoas divulgando o conteúdo do mesmo no Facebook e no Twitter –eles prometem integração com Google+, Linkedin, Pinterest e Instagram para breve. “Os anunciantes oferecem aos usuários (publishers), segmentados através de filtros de relevância, uma quantidade de Tangerinas para que publiquem o conteúdo de seu anúncio em seus perfis de rede social. O publisher, por sua vez, pode usar as Tangerinas para também veicular um anúncio quando desejar ou pode “sacar” essas Tangerinas, transformando em dinheiro no valor equivalente, via Paypal”, diz comunicado divulgado pela companhia.

Conversei com o Tiago para entender melhor sobre o assunto e saber o que diferencia a AdTangerine da Boo-Box, um grande player em publicidade mais alternativa no Brasil. “O conceito das duas empresas é diferente. No AdTangerine, qualquer um pode divulgar sua marca para um público relevante nas redes sociais, sem precisar pagar por isso”, conta ele.

O sócio cita o caso de alguém que abriu uma loja online de moda, mas não tem orçamento para publicidade. “No AdTangerine oferecemos um modelo de “gamefication” para a publicidade, onde, você mesmo sem orçamento, pode criar um anúncio e ver as pessoas publicando o conteúdo de seu anúncio em seus perfis de rede social”, diz Thiago. Ou seja, dá pra anunciar de graça se a loja também topar fazer anúncios de outras empresas.

Outra diferença apontada pelo sócio é que no AdTangerine o usuário que publicará o anuncio em seu perfil decide o que quer publicar. “Eles ganham um rendimento nas redes sociais apenas por compartilhar conteúdo de interesse”, afirma. Para empresas com orçamentos maiores, a startup oferece os Pacotes de Tangerina, com preços que podem variar de R$ 1,90 a R$ 199,90.

Com a ideia em funcionamento há duas semanas, a AdTangerine agora faz parte do portfólio da Seed Investimentos e Participações, do anjo João Kepler, membro da Anjos do Brasil e investidor de outras startups de destaque, como a HandTalk. A parceria também fará com que os dois sócios se mudem para Curitiba, de onde tocarão o negócio daqui pra frente.

“O que me chamou atenção neste negócio foi a Tangerina. Uma moeda virtual que vai incentivar milhares de pessoas a impulsionarem negócios de terceiros pela web. Não se trata de sustituir os investimentos nos anúncios das empresas no Adwords ou Facebook Ads, mas de complementar com o que chamo de mídia espontânea impulsionada, que gera boa credibilidade”, diz João.

Foto: Adalberto Gonzaga Filho