O Allugator, plataforma de assinatura de eletrônicos do País, acaba de receber um aporte de R$42 milhões do Sapiensbank, banco que tem como premissa neutralizar o impacto ecológico no meio ambiente. O investimento será 100% destinado à aquisição de iPhones, usados para as assinaturas dos consumidores do Allugator. O objetivo é oferecer ainda mais assinaturas do smartphone aos brasileiros, além da oportunidade de ter o celular dos sonhos por um valor mais acessível.

Atualmente, mais de 300 mil brasileiros já se cadastraram no Allugator com a intenção de assinar um iPhone. São cerca de 5 mil assinantes e a startup projeta chegar ao fim de 2022 com 50 mil usuários, já que o novo investimento vai permitir a aquisição de  6.800 celulares. No fim de 2022, quando terá alocado todo o capital da Sapiensbank e de outros investidores, a  expectativa é chegar a 30 mil assinantes.

Desde a criação do Allugator Invest, braço financeiro da startup criado em maio de 2020  para levantar recursos para o financiamento para o estoque de iPhones, já foram captados mais de R$ 30 milhões. A empresa também possui outros investidores dentro do quadro societário, como o investidor-anjo Renato Freitas, fundador da 99.

“A Sapiensbank nos chamou a atenção pela sinergia e o ethos da empresa. Eles também se propõem a mudar a questão do consumo no mundo, trazendo a ideia que dá para ganhar muito dinheiro fazendo a neutralização ambiental do consumo. O acordo também simboliza um marco em uma relação de admiração sobre a missão e todo o trabalho que o time da Sapiens está fazendo para mudar nosso mundo”, comenta Cadu Guerra, CEO do Allugator. Com esse propósito, todos os iPhones adquiridos com o dinheiro do aporte já terão o impacto causado pelo carbono e plástico neutralizados antes de chegarem às mãos dos clientes.

Do lado da Sapiensbank, esse não é o seu primeiro investimento, já que o banco realiza também investimentos nos mercados imobiliário e de proteína vegetal e animal, como parte do seu projeto “one earth”. Dentro deste projeto, 60% dos recursos são destinados à startup mineira.

“Estamos vivendo algo único! Experimentamos uma nova forma de trabalhar, de nos relacionar e de consumir. E o caminho que estamos seguindo, não é mais repleto de achismos e teorias, e, sim, de uma certeza que o mundo vai mudar! Metaverso, criptomoedas, títulos verdes, 5G, entrega de iFoods com carbono neutro… esses são só alguns dos exemplos do que estamos realizando e pensando para o futuro. E a Allugator, vem pavimentando este presente que a 2 anos atrás era o futuro. Mudar o consumo no mundo, é uma missão que a Sapiensbank tem total interesse de estar junto na linha de frente”, comenta Moisés Gomez, CEO da Sapiesnbank.

* Foto em destaque: Cadu Guerra e Pedro Santanna, da Allugator.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.