A Softplan, uma das maiores desenvolvedoras de software do País, acaba de anunciar sua maior aquisição, e a primeira 100% integral: a joinvilense Projuris, empresa de software focada em departamentos jurídicos e escritórios de advocacia. Os valores da aquisição não foram revelados.

Com esta aquisição, que tem como objetivo fortalecer a estratégia de crescimento da Softplan por meio de fusões e aquisições e ampliar sua atuação no mercado jurídico, a empresa passa a oferecer uma plataforma SaaS que leva eficiência para a gestão de contratos, atos societários, procurações, processos jurídicos e outras demandas legais.

“A Projuris cresceu 35% e seu faturamento fechou em R$ 50 milhões em 2021. Nossa estratégia é manter a marca Projuris ativa, posicionando a Softplan de maneira relevante no mercado jurídico. Também vamos preservar a atual gestão da companhia que vem executando um excelente trabalho”, destaca o Diretor de Fusões e Aquisições da Softplan, Guilherme Tossulino. 

A Projuris é uma plataforma de inteligência Legal, e sua área de atuação é voltada para departamentos jurídicos de empresas e escritórios de advocacia. O produto destinado para empresas já está presente em mais de 500 clientes, incluindo grandes grupos como Cielo, Rodobens e Klabin, assim como outros 2.000 escritórios de advocacia. 

Para a Projuris, ser adquirida pela Softplan significa acelerar a visão de ser a legaltech número 1 do Brasil. 

“Desde o início da conversa percebemos que este projeto seria bom para os sócios, clientes e funcionários. Estaremos mais fortes participando de um grupo robusto e com totais condições de proporcionar mais soluções inteligentes aos nossos clientes e oportunidades para nossos funcionários.  A autonomia, aliado a manutenção do time e equipe de gestão nos possibilitará continuar essa jornada de sucesso que estamos trilhando. Nascemos para melhorar o ambiente legal do país e expandir o desempenho humano, e a Softplan vem nos ajudar nessa jornada”, afirma Sérgio Cochela, CEO da Projuris. 

Previsões para o futuro

O CEO da Softplan, Eduardo Smith, destaca que a companhia vem crescendo de forma consistente organicamente, complementado pelo crescimento inorgânico, e tem capacidade para realizar mais investimentos em novas aquisições. “Estamos sempre atentos às oportunidades do mercado. Para 2022, temos grandes perspectivas de crescimento, especialmente no segmento de software para o setor Jurídico e Construção Civil”, complementa Smith. 

Essa é a terceira aquisição da Softplan no período de 12 meses, sendo a primeira compra integral. No ano passado, a empresa anunciou a aquisição majoritária da Checklist Fácil e do Construtor de Vendas, CRM especialista no mercado imobiliário. 

Além da expansão, a Softplan teve um crescimento de mais de 20% no seu faturamento, fechando R$ 428 milhões em 2021. As empresas adquiridas, como 1Doc, Checklist Fácil e Construtor de Vendas, que cresceu 102% em 2021, representam atualmente 11% da receita do grupo.

Com a aquisição da Projuris, o grupo Softplan passa a ter mais de 2.400 colaboradores e 8 mil clientes. A expectativa da empresa em 2022 é de manter a taxa de crescimento, chegando em R$ 588 milhões de faturamento e consolidando a sua posição no mercado como uma das maiores empresas de software do país.


* Foto de destaque: Eduardo Smith, CEO da Softplan.