Inter, banco digital que oferece serviços de investimento, empréstimos, financiamentos e seguros que podem ser contratados pelo usuário, anunciou a aquisição da USEND, fintech norte-americana que oferece serviços financeiros e não-financeiros. O anúncio ocorre após a obtenção de todas as autorizações necessárias, de órgãos reguladores tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos, e vai acelerar os planos de expansão do Inter para outras geografias. A integração entre Inter e USEND começa com o lançamento da conta internacional para brasileiros. Os valores da aquisição não foram revelados.

Em sua primeira fase, ela vai oferecer funcionalidades como transferências e pagamentos nos EUA, saque em dólar em território norte-americano, além de cartão de débito virtual. O Inter se prepara para lançar no segundo semestre a conta digital para residentes americanos. 

“Estamos unindo forças com a USEND para conquistar milhões de pessoas pelo mundo. Queremos levar todos os nossos produtos que já simplificaram a vida de 16 milhões de pessoas no Brasil para outras geografias, começando pelos Estados Unidos. A conta internacional é o início deste caminho”, afirma o CEO do Inter, João Vitor Menin. 

A ideia é levar o Super App do Inter para os Estados Unidos de forma gradual, aumentando o portfólio de produtos e serviços oferecidos aos clientes. Entre eles, o marketplace, que já foi lançado nos EUA via desktop no ano passado e que agora também ficará disponível no celular para as compras nas principais lojas do varejo online americanas. 

Um diferencial importante da integração entre as duas empresas é a segurança, já que tanto o Inter quanto o USEND são instituições financeiras regulamentadas em seus países de origem, que oferecem governança superior e proteção de ponta a ponta para todas as transações. Hoje a USEND já tem autorização para atuar como instituição financeira em 41 estados nos EUA e trabalha com remessas internacionais para mais de 60 países, com origem de recursos principalmente no Brasil, Estados Unidos e Canadá. 


* Foto de destaque: João Vitor Menin, CEO do Inter.