Com o objetivo de democratizar e desburocratizar o acesso ao seguro agrícola com uma plataforma 100% digital, a insurtech Picsel conquistou um aporte de R$ 384 mil da Poli Angels, grupo de investidores-anjo formado por ex-alunos da Escola Politécnica (USP), depois de investir R$ 2,2 milhões em 8 startups em 2020, a associação quer dobrar o número de aportes neste ano.

O investimento chega em um momento oportuno para o mercado como um todo, já que em 2021 houve uma seca severa, seguida de duas grandes geadas, causando um prejuízo de R$ 11 bilhões apenas na safra do milho do Paraná, segundo o Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento. Em Minas Gerais, um levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) mostrou que o estado deveria colher cerca de 23.300 milhões de café beneficiado em 2021, quase 32,6% a menos do que na safra anterior.

Apesar da sua importância, os seguros agrícolas ainda são produtos complexos e com baixa penetração no setor. A Picsel quer mudar essa realidade, já que se estima que há mais de 4,9 milhões de produtores sem esse tipo de proteção no Brasil, o que corresponde a cerca de R$ 254 bilhões em crédito rural sem seguro agrícola.

 “Optamos por receber o aporte da Poli Angels, que nos possibilitará seguir um caminho de crescimento para nos transformar em uma das principais insurtechs do agronegócio. Nesse momento tão importante em que recebemos o aporte, também acabamos de ser aprovados na segunda edição do sandbox regulatório da SUSEP. Ter acesso ao conhecimento e a rede de networking dos investidores será fundamental para subscrever riscos e levar aos produtores rurais uma nova experiência em seguros”, explica Daniel Miquelluti, cofundador e COO da Picsel.

“Enxergamos muito potencial de expansão na PicSel, já que menos de 20% do mercado de agrícola conta com seguro para reduzir os riscos das suas safras. Ou seja, há uma perspectiva de crescimento exponencial para oferecer soluções digitais para fazendas e empresas agrícolas, assim como para as seguradoras e reguladoras de seguro.”, comenta Mario Humberg, da Poli Angels, que liderou os investidores nesse aporte.

Foto destaque: Daniel Miquelluti, co-fundador e COO da Picsel


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.