Startup de criptomoedas recebe aporte de R$ 65 milhões em sua primeira rodada

A empresa Neozelandesa de criptomoedas Easy Crypto, que recentemente iniciou suas operações no Brasil com a Easy Crypto Brasil, está agora discutindo a possibilidade de abrir capital no futuro, após uma rodada bem-sucedida de financiamento com alguns grandes gestores de fundos de investimento.

A empresa acaba de captar NZ$ 17 milhões (R$ 65 milhões) de um grupo de investidores em uma oferta com alta demanda, maior do que a disponibilizada pela empresa.

Entre os grandes apoiadores estão a Nuance Connected Capital, empresa de Venture Capital sediada em Auckland, Pathfinder KiwiSaver, Ice House Ventures e algumas outras empresas estrangeiras.

A CEO e cofundadora da Easy Crypto, Janine Grainger, disse que a rodada de financiamento bem-sucedida foi um marco importante para a empresa e para o futuro do setor de criptomoedas.

Grainger disse que a empresa teve muitos comentários positivos durante suas reuniões com investidores, especialmente em relação ao rápido crescimento da empresa sem ter qualquer financiamento anterior. “Mas achamos muito difícil fazer com que os investidores, principalmente por conta do setor em que atuamos.” explica.

“As criptomoedas ainda são um pouco marginalizadas, um tanto voláteis, e acho que demorou um pouco para encontrarmos investidores que tivessem aquela visão estratégica e de futuro para apoiarem o que estamos fazendo.”

A CEO informa que demorou 13 meses para captar o primeiro dólar de investimento e, em seguida, levantou os NZ$ 17 milhões em três semanas.

Planos para o Brasil

Para a Easy Crypto Brasil, o momento é de assegurar a qualidade do serviço prestado e ampliar a oferta de produtos para o mercado brasileiro. Segundo André Sprone, diretor do braço brasileiro da empresa, essa é uma grande oportunidade para a Easy Crypto atingir um público ainda maior.

“Iniciamos nossas operações no Brasil há 1 mês, e temos agora a possibilidade de crescer exponencialmente no país. Até o final do ano teremos grandes novidades com relação aos produtos ofertados e ao serviço prestado. Nossa prioridade é sempre atender o nosso cliente da melhor forma possível, e continuaremos focados nisso.” diz André.

Planos de Expansão

Janine disse que a recente injeção de capital deu à empresa o poder de fogo necessário para expandir a gama de produtos que oferece e se estabelecer em novos mercados, incluindo as Filipinas e a Indonésia.

“O motivo de estarmos almejando esses mercados é que há uma grande quantidade de pessoas ainda desbancarizadas ou sem muito acesso a produtos financeiros.” Grainger ainda diz que, a longo prazo, abrir o capital da empresa é possível. “Ainda estamos trabalhando em como será e quais são os planos para nós no futuro, mas muito provavelmente estaríamos olhando para um IPO (oferta pública inicial).” 

“Mas, mais importante, o que realmente está nos impulsionando é o que vamos entregar aos clientes e o que vamos entregar aos clientes globalmente.” finaliza.

* Foto de destaque: Janine Grainger, CEO e cofundadora da Easy Crypto.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.

Mais tradicional portal de mídia brasileiro sobre o mercado de Startups, Inovação, Investimentos, Empreendedorismo e Tecnologia. Desde 2008 vem colaborando para a construção do ecossistema brasileiro de Startups, informando e educando todo o mercado. Quer falar com a gente? Clique aqui e envie uma mensagem para redação, parceria ou comercial. Mantenha-se atualizado sobre as novidades do Startupi pelas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Linkedin.

Matérias Relacionadas

No comments yet. You should be kind and add one!

Our apologies, you must be logged in to post a comment.