A MDHealth, uma das maiores empresas de educação médica independente da América Latina, acaba de receber um aporte de um grupo de empreendedores no valor de R$ 20 milhões. Com o montante, a empresa investirá em infraestrutura, visando ampliar seu faturamento nos próximos anos. Como parte dessa iniciativa, a companhia também anuncia o seu novo CEO, Wilson Borges, que trabalha há mais de 35 anos na indústria farmacêutica e chega para auxiliar na conquista dos novos objetivos.

“A expectativa é ampliar em 50% o faturamento este ano e em mais 35% em 2022, chegando a R$ 22 milhões. Temos muito potencial de crescimento e nos diferenciamos de outras empresas por sermos independentes. É importante ressaltar que seguiremos assim. Assumi o cargo com um grande desafio pela frente e tenho certeza de que conseguiremos concretizar todos os planos traçados para os próximos anos”, comenta Borges.

Todo esse potencial também foi identificado por um grupo de empreendedores, liderados pelo empresário Thomas de Almeida. “Temos uma trajetória de mais de 30 anos atuando em diferentes mercados. Começamos a investir na área da saúde há cerca de sete anos com a IdenGene, startup que posteriormente foi adquirida pelo Grupo Oncoclínicas. O que nos motivou a investir na MDHealth foi a oportunidade de trabalhar com um propósito, gerando um impacto positivo para a população. Queremos focar na qualidade de vida das pessoas e melhorar o desfecho clínico daqueles que estão em atendimento”, ressaltou.

A MDHealth foi criada em 2017, a partir da ideia de evoluir o Grupo Oncologia Brasil e passar a abranger outras especialidades. Hoje, além de liderar iniciativas inovadoras em oncologia, atua nas áreas de cardiologia, neurologia, infectologia e urologia. Por meio de suas plataformas, o grupo oferece soluções para profissionais e empresas ligados à saúde, com o objetivo de aumentar o acesso à informação independente e confiável e a capacitação das pessoas que atuam no setor.
“Queremos democratizar o acesso às atualizações e discussões científicas que acontecem nos grandes centros de saúde nacionais e internacionais. Para garantir que essas informações cheguem ao maior número de médicos e especialistas, investimos muito em tecnologia e buscamos inovar produzindo conteúdos em diferentes formatos visando difundir e expandir a educação médica 360°”, completa Borges.
Foto de destaque: Wilson Borges, CEO da MDHealth 

Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.