Fundada pelos empresários Roberto Motta, dentista formado pela USP, e Cristiano Gonçalves, economista pela PUC-SP, a Cyon, empresa de inovação tecnológica para odontologia, acaba de receber um aporte financeiro de R$ 300 mil de José Carlos Semenzato, presidente do conselho de administração da SMZTO. A operação foi fruto da parceria fechada durante a quarta temporada do Shark Tank Brasil. Em 2021, a projeção é de um faturamento de R$ 4 milhões.

Após muitos estudos e pesquisas, os fundadores criaram um produto que ameniza a aflição de quem tem medo de ir ao dentista, ao mesmo tempo em que garante o bem-estar dos profissionais da área da saúde durante os atendimentos: uma cama odontológica.

Desenvolvido com o objetivo de aperfeiçoar os métodos de atendimento, o equipamento permite ao paciente deitar-se confortavelmente de lado (como se tivéssemos deitado no sofá assistindo TV). Tal posição possibilita o alinhamento ergonômico da coluna e ajuda a evitar engasgos e a sensação de afogamento.

Já para o odontologista, a cama possibilita que o profissional atenda com os braços totalmente apoiados, com total visão e acesso a cavidade bucal por meio de pequenos movimentos da cabeça do paciente, evitando o famoso contorcionismo do atendimento tão dolorosos, também com apoio para as costas e os pés, em uma posição confortável que lhe permite trabalhar sem praticamente se mexer. O produto já está aprovado pela Anvisa e a técnica tem o artigo científico publicado em uma das maiores revistas clínicas o País.

Motta atuou na área da saúde no início da carreira e descobriu em seus atendimentos que a tradicional cadeira odontológica era muito desconfortável não só para os pacientes, mas para ele próprio. O dentista conta que não conseguia executar alguns procedimentos dentários e finalizava o expediente com muitas dores no pescoço e nas costas, incômodo que ao longo do tempo piora em razão do contorcionismo exigido pelo ofício.

“O setor da saúde está em evidência no mundo inteiro e proporcionar produtos de boa qualidade faz toda a diferença para a excelência do atendimento”, indica Semenzato. “Quando estou no pitch, avalio a maturidade do negócio, a demanda e necessidade da população em relação ao produto ou serviço. Além de ser um produto escalável, eles têm maturidade e competência para alcançar o sucesso. Os fundadores também têm as habilidades que sempre procuro em meus sócios, como paixão, sagacidade e disposição para ir em busca dos seus sonhos”, afirma Semenzato.

Presença em consultórios da Grande SP

O produto já está à disposição no mercado paulista. Com contratos rentáveis, a cama pode ser encontrada em vários consultórios particulares da Grande São Paulo.

O aporte recebido será aplicado na expansão da empresa, bem como no fluxo de caixa, e na ampliação e produção em escala para distribuição em todo o país.

Para os sócios, a chegada do Semenzato foi fundamental para o desenvolvimento do negócio. “Ele tem mais de 25 anos de experiência. As reuniões são muito produtivas, pois trazem insights muito valiosos, principalmente focados em números e estratégias que são pontos que tínhamos dificuldade de trabalhar. Além de sua consolidação com redes de odontologia, que abre muitos caminhos para nós”, afirma Motta.

Já para Goncalves, com a sociedade a Cyon atingiu um estágio superior em termos de profissionalização. “Saímos da linha de startup e viramos uma empresa com modelo de negócio, processos e metas definidas”, complementa.

Fotos em destaque: Roberto Motta, fundador da Cyon.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.