Edtech de comunicação e capacitação recebe aporte R$ 20 milhões

O Beedoo Edtech, plataforma de comunicação e capacitação para equipes operacionais, acaba de receber um aporte de R$ 20 milhões dos empreendedores Marco Serralheiro, atual sócio e presidente da agência de publicidade DIGIA, e Marcus Buaiz, empresário à frente de seis companhias, entre elas as agências Act10n e Spark. Com o investimento, a startup, agora vale R$ 72 milhões.

“Estamos muito felizes de receber esse aporte e valorizar ainda mais não só nossa marca como a solução que criamos, que realmente faz a diferença para empresas de atendimento e CX (Customer Experience). Continuaremos criando ferramentas para alavancar cada vez mais, além de trazer capacitação de ponta aos profissionais de call center”, ressalta Alvaro Manzione, Cofundador e CBO do Beedoo.

Fundada em 2017 por Álvaro Manzione e Daniel Lima, o Beedoo veio para mudar a forma de transmitir conhecimento a todos os colaboradores dentro das empresas. Concorrendo com uma vasta lista de edtechs do ramo, que miram em treinamentos de lideranças, o diferencial da plataforma está no seu foco: as equipes operacionais, times de colaboradores que atuam na linha de frente.

“Os grandes nomes do mercado são formados por pessoas operacionais, mas que ficam à margem da atenção e do foco estratégico. O que o Beedoo faz ao entender que são essas pessoas o grande motor corporativo é uma grande sacada”, diz Marco Serralheiro.

A plataforma, que serve para compartilhar conteúdo corporativo e conectar a empresa e suas equipes de trabalho, se tornou uma das principais soluções de capacitação e comunicação para colaboradores de atendimento e CX (Customer Experience), não só em todo o Brasil como também na Latam, Europa e EUA. Atualmente, atinge positivamente mais de 150 mil atendentes e dinamiza a comunicação e capacitação, além de dar voz aos colaboradores e criar uma cultura de compartilhamento de conteúdo e simultaneamente, garantindo a segurança e a gestão da informação.

“Sempre soubemos que um dos principais desafios para as empresas era criar um elo com seus funcionários operacionais, que atuam na ponta da operação. E o engajamento poderia ser uma solução nesse caso”, diz Manzione.

Diante disso, o Beedoo oferece uma nova maneira de aprender com conceitos de social e micro learning, gamification, gestão analítica, base de conhecimento cognitiva e inteligência artificial. Tudo integrado e em um só lugar. Uma nova geração de LMS (Learning Management System).

Nessa nova fase, a intenção da edtech é ser a maior startup de capacitação de equipes operacionais do Brasil e da América Latina. Algumas ações já estão no radar, entre elas o lançamento de uma ferramenta de inteligência artificial para recomendação de cursos de acordo com a performance e habilidade de cada usuário, criando trilhas de aprendizado personalizadas e individuais. Para Manzione, o uso desse tipo de tecnologia é o futuro da educação, não só para capacitação profissional, como no geral, “e estaremos prontos para acompanhar essa tendência”.

Além disso, o Beedoo pretende dobrar o número de clientes em 2022 e, com a entrada de novas empresas no portfólio, a startup deve alcançar novos mercados. “O aporte também servirá para novas contratações, já que pretendemos multiplicar por dois nosso quadro atual de funcionários, totalizando 120 colaboradores”, finaliza.

Foto de destaque:  Da esquerda para a direita: Alvaro Manzione e Daniel Lima, fundadores do Beedoo. 


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.

Mais tradicional portal de mídia brasileiro sobre o mercado de Startups, Inovação, Investimentos, Empreendedorismo e Tecnologia. Desde 2008 vem colaborando para a construção do ecossistema brasileiro de Startups, informando e educando todo o mercado. Quer falar com a gente? Clique aqui e envie uma mensagem para redação, parceria ou comercial. Mantenha-se atualizado sobre as novidades do Startupi pelas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Linkedin.

Matérias Relacionadas

No comments yet. You should be kind and add one!

Our apologies, you must be logged in to post a comment.