* Por Claudio Tancredi

Ser uma empresa digital significa utilizar tecnologias digitais (IoT, Blockchain, Machine Learning etc.), para atingir a excelência operacional nos negócios, seja nas vendas ou no atendimento ao cliente. Essa excelência operacional faz com que esses processos se tornem mais baratos, rápidos, minimizem erros e aumentem a qualidade do serviço oferecido. Ser digital é fazer com que as atividades sejam automatizadas por sistemas, mas isso não quer dizer necessariamente que essa empresa irá romper barreiras.

Agora, diferente da digitalização, passar por um processo de transformação digital é sobre usar tecnologias digitais não somente para processos operacionais, mas para obter excelência operacional nos processos de negócios, além de inovar rapidamente as ofertas para os clientes. Isso significa ir além de oferecer melhores produtos ou serviços, para resolver os problemas de negócio do cliente. Com essa visão, as empresas conseguem formar um novo propósito de valor.

Um exemplo pode ser visto em uma dessas empresas de aplicativos de transporte individual, que não criou um produto completamente novo. Eles transportam pessoas de um ponto A até um ponto B, ou seja, um serviço que a população já utilizava há muito tempo. O que a Uber fez foi abordar os pontos problemáticos dos transportes particulares, por meio da jornada do cliente, e os suavizaram usando os recursos da tecnologia digital, principalmente com o auxílio dos dados. Eles revolucionaram este setor através de ofertas digitais, facilitando desde a solicitação de um veículo, passando pela forma de pagamento, até como o cliente relata uma experiência. O segredo está em entender o que o cliente quer e saber quanto ele está disposto a pagar por este serviço.

Vejo uma necessidade de mudança de comportamento e de cultura por parte das empresas, pois essa é a essência da transformação digital. Para isso, é necessário redesenhar os negócios da companhia, com processos que definam quais são as propostas de valor a serem entregues para os clientes.

Para tornar essas mudanças mais tangíveis, gostaria de fazer 5 perguntas para que você reflita sobre as capacidades de transformação digital da sua empresa.

1. Você sabe qual é o valor do seu cliente e quanto ele está disposto a pagar quando se trata de um serviço digital?
2. Quem são as pessoas que estão usando atualmente as plataformas digitais da sua área de negócio?
3. Quem em sua empresa está ajudando a construir novas ofertas digitais?
4. Como a sua empresa pode construir ofertas digitais rapidamente e de forma organizada?
5. Você é capaz de encontrar soluções para resolver os problemas de seus clientes sozinho?

Essas perguntas podem auxiliá-lo no entendimento do que é de fato uma empresa que passou por uma transformação digital. Isso é, entender se a sua empresa está rompendo com a forma tradicional de fazer negócios, para criar estratégias que antes não enxergava.

Para desmistificar a digitalização da transformação digital, é necessário acompanhar as mudanças do mercado, e isso só é possível através de muito estudo, e de humildade para ouvir as dores dos clientes.


* Claudio Tancredi é country manager da Hitachi Vantara Brasil e possui mais de 20 anos de experiência em estratégias de vendas, planejamento e execução.