A Flex Interativa, empresa de realidade aumentada e virtual no Brasil, recebeu um aporte em torno de R$ 1 milhão de um grupo de investidores-anjo. O investimento chega para impulsionar o lançamento da Flex Universe, plataforma com elementos do mundo virtual, como gamificação, ambiente 3D e avatares.

O grupo que contém 11 investidores-anjo é formado por executivos de mercado que associaram-se no aporte à Flex, dentre eles Agricio Silva Neto, Alexandre Garcia, Cláudio Leão, Felipe Absror Blauth e Paulo Mancio. “A Flex Universe responde à nossa procura por soluções inovadoras e sólidas para solucionar problemas reais. Esse é o momento do ensino entrar no universo virtual, e a plataforma entrega um recurso com tecnologia disruptiva”, revelou Paulo Mancio, Board Advisor e um dos representantes do grupo de investidores.

A plataforma desenvolvida para desktop e mobile, tem foco no treinamento remoto e o objetivo de tornar mais dinâmico o aprendizado, com a possibilidade de interação e feedbacks entre os participantes e colaboradores. A ferramenta também oferece um painel com relatórios de resultados e comportamento dos usuários.

“Utilizamos avatares e áudio 3D para gerar interesse de forma mais efetiva, permitindo um contato mais dinâmico entre todos os participantes. A plataforma também tem uma estrutura de gamificação, que permite pontuar atividades e criar rankings, com a possibilidade de entrega de prêmios e desbloqueio de conquistas”, afirma Décio Sampaio, sócio da Flex Interativa.

Fernando Godoy, fundador da Flex Interativa, afirma que as pessoas estão fatigadas de usar plataformas de videochamadas e isso pode ser uma oportunidade. “Durante a pandemia, após várias conversas com diversos clientes e acompanhando os problemas gerados pelo home-office, entendemos que havia uma lacuna no mercado de ensino. Nosso público-alvo vai desde profissionais de RH e gestores à escolas, universidades e profissionais autônomos, como palestrantes e especialistas”, diz.

“O que estamos trazendo ao mercado é a possibilidade de resolver uma dor intensificada pelo trabalho remoto. Vamos entregar um produto que possibilite a comunicação efetiva entre as pessoas”, complementa Marcelo Rodino, sócio da startup.

Em 2019, a companhia recebeu a primeira rodada de investimentos no modelo Family and Friends. Um grupo de investidores aportou  R$ 500 mil na empresa para a criação da plataforma AiraXR, em conjunto com a IBM. O projeto resultou na integração da realidade aumentada (equipe Flex) com Inteligência Artificial (equipe IBM-Watson).

A empresa também foi selecionada pela APEX Brasil para o SXSW, uma das maiores feiras em inovação do mundo, no Texas, Estados Unidos. Sua carteira de clientes inclui grandes empresas como Nestlé, Polishop, Ipiranga, Henkel, Cervejaria Leuven e Velho Barreiro.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.