O TOP, Bilhete Digital QR Code, trouxe mais uma vantagem aos passageiros da CPTM e do Metrô de São Paulo. A nova passagem unitária com tecnologia QR Code, que está gradativamente substituindo o antigo bilhete magnético, passa a contar com mais um canal de vendas, o WhatsApp TOP, com pagamento via PIX. Com o novo serviço, os passageiros terão a comodidade de poder realizar a compra de qualquer lugar e usar o bilhete direto da tela do celular, sem a necessidade de imprimi-lo.

“Uma das vantagens da implantação do Bilhete Digital QR Code, que já é aceito para embarque em todas as estações da CPTM e Metrô, é o aumento da capilaridade de canais de vendas e meios de pagamento. Neste primeiro momento, o piloto de vendas por WhatsApp começa com pagamento exclusivo via PIX, mas já temos previsto para os próximos meses a ampliação também para pagamento com cartão de crédito”, destaca o Secretário de Transportes Metropolitanos de São Paulo, Alexandre Baldy.

O lançamento do piloto deste novo canal de pagamento possibilitou também a parceria entre o TOP e o BOM, cartão de transporte aceito nos ônibus que operam as linhas intermunicipais gerenciadas pela EMTU/SP. A partir de agora, os passageiros do Cartão BOM também passam a ter a opção de recarga do BOM Comum pelo WhatsApp TOP com pagamento via PIX, aumentando a rede de recarga e apoiando o projeto de digitalização dos canais de vendas e atendimento do cartão.

Lançado pelo Banco Central no fim de 2020, o PIX é uma forma de pagamento instantâneo que, diferentemente das transações por TED ou DOC, faz a transferência do valor em tempo real, disponível 24 horas todos os dias. Para usar essa nova forma de pagamento, é preciso ter uma chave PIX que pode ser registrada pelo aplicativo da instituição bancária em que a pessoa possui conta.

Nesta primeira semana, a comunicação do piloto acontece nas estações Imperatriz Leopoldina, Domingos de Moraes, Sumaré e Clínicas, e, a partir do dia 7 de junho, será ampliada para as estações Santana, Palmeiras-Barra Funda e Carapicuíba. O lançamento para toda população está previsto para dia 28 de junho.

Mais de 8 milhões de unidades vendidas

Lançado pelo Governo do Estado de São Paulo em dezembro passado, o Bilhete Digital QR Code ultrapassou a marca de 8 milhões de unidades comercializadas. E esse número deve aumentar ainda mais. Desde 24 de março, teve início uma operação de substituição do bilhete unitário tradicional (conhecido como Edmonson) pelo modelo mais moderno. Até o momento, mais de 50% das bilheterias da CPTM e do Metrô já fizeram a substituição da passagem unitária pelo Bilhete Digital QR Code. Essa operação segue de forma gradativa até o final de junho.