G3 Ventures busca startups para investir

O G3 Ventures, FIP de R$ 100 milhões, fruto da união entre a G2 Capital e a Garin Investimentos, busca as primeiras startups para investir. De acordo com Saulo Mendes, um dos diretores do G3, o fundo procura empresas que usem tecnologias como Inteligência Artificial, Blockchain e Big Data.

“Nossa tese de investimentos considera startups que tenham empreendedores visionários e que pensem fora da curva, que envolva tecnologia de alto crescimento nos estágios Seed e Séries A, que são inovadoras, com modelo de negócio definido, preferencialmente SaaS e XaaS, em todos os setores e regiões, com foco no Brasil”, diz Mendes.

Além dessas características, o foco do G3 são as empresas que têm mercado de atuação avaliado em mais de R$ 1 bilhão, com potencial de internacionalização e que já validaram seu modelo de negócio, e o capital seja um impulsionador de seu potencial de crescimento..

“Decidimos transformar a realidade do país investindo em inovação e tecnologia. Acreditamos em empreendedores fantásticos com ideias geniais que possam contribuir com a transformação de um mundo melhor”, complementa Saulo.

Ainda segundo o diretor do G3, os segmentos mais promissores são os de saúde, com as Healthtechs , o de educação (Edtechs), finanças (Fintechs, o de agronegócio (Agtechs),), logística (Logtechs), e negócios de impacto positivo (que incluam boas práticas de ESG).

Dentre as etapas que definem quem recebe aporte, a principal envolve reuniões com o time de das startups para captar informações sobre as pessoas a frente do negócio, como lidam com os desafios e oportunidades da operação e modelam as estratégias de crescimento; compreender o mindset das pessoas é nosso primeiro passo afirma Ricardo Carvalho.

“Com informações mais detalhadas, nossa equipe de analistas desenvolve internamente um Score que considera os seguintes tópicos: founders, time, estratégia, mercado, produto, tração, finanças, riscos, round, saída, etc. Superando a nota mínima estabelecida, a empresa prossegue em nosso processo de análise”, pontua Ricardo Carvalho, também diretor do G3 Ventures.

O G3 considera também as experiências e habilidades do time fundador, a tecnologia utilizada para construir o produto, o mercado, suas perspectivas para os próximos anos e preza por empresas que crescem exponencialmente e com boa retenção.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.

Mais tradicional portal de mídia brasileiro sobre o mercado de Startups, Inovação, Investimentos, Empreendedorismo e Tecnologia. Desde 2008 vem colaborando para a construção do ecossistema brasileiro de Startups, informando e educando todo o mercado. Quer falar com a gente? Clique aqui e envie uma mensagem para redação, parceria ou comercial. Mantenha-se atualizado sobre as novidades do Startupi pelas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Linkedin.

Matérias Relacionadas

No comments yet. You should be kind and add one!

Our apologies, you must be logged in to post a comment.