A fintech carioca Grana Capital, que oferece um aplicativo que automatiza a gestão do Imposto de Renda para pessoas que operam na Bolsa, fez uma captação de R$ 5 milhões em apenas quatro dias pela plataforma de equity crowdfunding SMU.

Esta é a primeira vez que uma empresa recebe via SMU a quantia máxima permitida pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para tal modalidade e o terceiro caso na história do crowdfunding de investimentos no Brasil. O aporte mínimo era de R$ 3 mil e, ao todo, 639 investidores participaram da rodada. Já há fila de espera para novas reservas caso haja alguma desistência.

O valor de R$ 5 milhões foi em troca de 15,6% de participação, totalizando um valuation de R$ 32 milhões. A captação foi a segunda feita pela Grana Capital na SMU: em setembro do ano passado, a fintech recebeu R$ 700 mil de 75 investidores, também em um período de quatro dias, para ganhar tração e aumentar a quantidade de usuários no aplicativo. Desde então, o número de clientes cadastrados subiu de 1.030 para 54.500, e o valuation aumentou cerca de cinco vezes.

Aplicativo GranaO Grana é o único sistema do Brasil que automatiza todas as etapas do IR de investimentos na Bolsa (cálculo, pagamento e declaração). O app tem conexão direta com o sistema da B3 e registra cada movimentação feita pelo investidor, de modo que ele não precisa sequer importar as notas de corretagem para o aplicativo. Isso auxilia, principalmente, quem começou a operar há pouco tempo na Bolsa e não têm conhecimento acerca da burocracia fiscal, bem como da necessidade de acompanhar e pagar os Documentos de Arrecadação de Receitas Federais (DARFs) mensalmente.

O Grana atende àqueles que não desejam resolver tais questões sozinhos ou contratar contadores. Entre março e maio deste ano, por exemplo, o app entregou mais de 13 mil relatórios de declaração de IR aos usuários.

O CEO da Grana Capital, André Kelmanson, comemora o sucesso da captação.

“Com esse aporte, a empresa atinge um novo patamar. Concluímos a fase de validação do produto e entramos na etapa de escalar a receita. O mais gratificante é saber que muitos dos 639 investidores são nossos usuários, pessoas que gostaram do produto a ponto de quererem fazer parte dele. Os recursos serão usados para fazer do Grana a ferramenta de IR da Bolsa mais usada pelos brasileiros. Isso inclui investimentos em melhorias para o produto, desenvolvimento de novas funcionalidades, estratégias de marketing e crescimento da equipe”, destaca.

Através do equity crowdfunding, qualquer indivíduo consegue investir em empresas em estágio inicial e com alto potencial de crescimento; em contrapartida, os sócios podem ter participação na startup. A SMU é uma plataforma registrada na CVM autorizada a realizar esse tipo de investimento, que é classificado como renda variável e de alto risco.

“A Grana Capital é um dos melhores exemplos do poder do crowdfunding de investimento: tem um time altamente qualificado e executor, uma base de clientes que cresce exponencialmente e que gosta tanto do app a ponto de investirem no mesmo. Esta foi a segunda rodada via SMU e um recorde de captação, R$ 5 milhões em menos de uma semana. Estamos muito orgulhosos de fazermos parte disso”, ressalta Rodrigo Carneiro, CEO da SMU Investimentos.

Foto de destaque: André Kelmanson, CEO da Grana Capital.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.