Startup de supermercado on-line recebe aporte de R$ 120 milhões

Shopper, um dos maiores supermercados 100% on-line do Brasil, recebeu um aporte de R$ 120 milhões liderado pela Minerva e pela Quartz. Outros investidores estrangeiros também participaram da rodada. Essa rodada Série B é mais um investimento que a empresa recebe em pouco tempo e reflete a confiança do mercado mundial nos trabalhos desenvolvidos pela startup.

A rodada Série A foi recebida em 2019, no valor de R$ 10 milhões, liderada por José Gallo, um dos grandes nomes do varejo brasileiro e Chairman da Renner, e que também contou com a participação de Juscelino Martins, do Grupo Martins, do fundo Canary VC, e do empreendedor Ariel Lambrecht, cofundador da 99.

Shopper tem crescido de forma acelerada e, desde o início da pandemia, esse crescimento se intensificou ainda mais: a startup tem mais de 250 mil pessoas cadastradas na plataforma. Além disso, a cada quatro meses a Shopper dobra de tamanho, em faturamento, média que tem sido uma constante. O time também cresce rápido: no começo de 2020, a empresa contava com 150 colaboradores; ao final de 2020 tinha quase 400 e hoje conta com mais de 500 pessoas no time, número que deve se elevar ainda mais neste ano.

Para Fábio Rodas, CEO e cofundador da Shopper, a nova rodada de investimento é fruto de um trabalho baseado em inovação, simplicidade e foco na melhor experiência para o cliente. “O nosso modelo de negócio oferece um novo jeito de ‘fazer supermercado’, auxiliando o cliente a planejar e, por consequência, economizar. E tem dado certo! Além de todos os resultados que giram em torno do crescimento, tanto no número de cidades em que atuamos quanto em tamanho, temos entregado eficiência e a melhor experiência de compras para os clientes. Nosso NPS, [métrica utilizada para medir a satisfação dos clientes], é disparado o maior do setor (87) e ainda queremos melhorar muito. Esse aporte que recebemos corrobora todos esses resultados e o potencial do nosso negócio, e demonstra que estamos no caminho certo”, declarou Fábio.

Com o novo aporte, a startup busca investir em novas aquisições e expandir sua atuação, com a oferta de seus serviços em mais municípios. Atualmente, a Shopper está presente em 22 cidades do estado de São Paulo, incluindo a capital. Até o final de 2021, o número deve quase triplicar, passando a atuar em pelo menos 60 municípios.

O novo investimento também deve acelerar o número de captação de talentos. Até o final do ano, a startup deve abrir mais 500 vagas para diversos cargos. Além disso, a Shopper vai utilizar o novo aporte para acelerar o lançamento de novas tecnologias aplicadas a seus serviços.

De acordo com Bruna Vaz, COO e cofundadora da Shopper, o caminho será trilhado cada vez mais focado no propósito que fez surgir a startup. “Seguiremos trabalhando para promover um consumo com menos desperdício, mais eficiente e prático, que permita que as pessoas não precisem se preocupar com a falta de produtos básicos em casa. Nós gostamos de dizer que fazemos o básico bem feito com uma pitada de encantamento. Com esse aporte vamos poder expandir e encantar ainda mais pessoas”, afirmou.

História

Em 2014, os empreendedores Bruna e Fábio começaram a buscar ideias que melhorassem a forma como as pessoas abastecem suas despensas. Foi então que se inspiraram no modelo americano de Subscribe & Save (criado pela Amazon nos EUA) e, em 2015, fundaram a Shopper para melhorar a qualidade de vida das pessoas e a produtividade/eficiência da cadeia de distribuição no Brasil. Com essa iniciativa, Bruna e Fábio, inclusive, foram selecionados para a lista Forbes Under 30, que anualmente mapeia jovens empreendedores de sucesso.

Atuando com sistema de reabastecimento de itens de consumo doméstico, como produtos de limpeza, higiene pessoal, alimentos, bebidas, utilidades e produtos para pets, a startup segue o modelo de compras programadas: o consumidor monta sua cesta, seleciona o dia de entrega e finaliza sua compra. A partir de então, recebe em casa suas compras com praticidade e economia todos os meses; sua lista fica salva no site ou app e uma entrega fica automaticamente pré-agendada para cada mês. O cliente recebe lembretes todos os meses para alterar sua lista antes das próximas entregas (ou até alterar a data de entrega, se precisar antecipar, adiar ou pular uma entrega).

Com esse modelo, não há custo com a manutenção de grandes estoques, com perdas de produtos por validade e com grandes áreas de armazenamento; nem com lojas físicas em lugares caros, o que se traduz em mais economia para o consumidor, além de aumentar a produtividade do País. Os clientes economizam, em média, 10% em relação a supermercados tradicionais com vendas on-line. Ou seja, uma família que gasta, por exemplo, R$ 1 mil por mês com itens de supermercado acaba economizando R$ 1.200 por ano, na média. Além disso, a logística é toda feita pela empresa, desde a compra dos fabricantes até a operação do centro de distribuição e entregas.

Foto de destaque: Bruna Vaz, COO da Shopper e Fabio Rodas, CEO da Shopper – Foto: Gabriel Reis.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.

Mais tradicional portal de mídia brasileiro sobre o mercado de Startups, Inovação, Investimentos, Empreendedorismo e Tecnologia. Desde 2008 vem colaborando para a construção do ecossistema brasileiro de Startups, informando e educando todo o mercado. Quer falar com a gente? Clique aqui e envie uma mensagem para redação, parceria ou comercial. Mantenha-se atualizado sobre as novidades do Startupi pelas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Linkedin.

Matérias Relacionadas

No comments yet. You should be kind and add one!

Our apologies, you must be logged in to post a comment.