Ir para o conteudo

Startup de gestão de saúde capta US$ 33,3 milhões em rodada de investimento

A Alice, healthtech que faz a gestão de saúde de seus membros, acaba de confirmar mais um aporte de investimento, desta vez no valor de US$ 33,3 milhões. A chamada Series B ocorre pouco mais de um ano após as primeiras captações, Series A e Seed, no valor de US$ 14,5 milhões, em 2019. 

O round é liderado pela ThornTree Capital Partners e conta com aportes da Kaszek Ventures, Canary e Maya Capital, investidores de rodadas anteriores, e também com novos fundos, como Endeavor Catalyst. Ao total, já foram investidos US$ 47,8 milhões na empresa.

“Crescemos em média 51% ao mês desde nosso lançamento. Estimamos quintuplicar o número de membros até o final do ano”, afirma André Florence, CEO e cofundador da Alice. “O impacto positivo que estamos causando na saúde das pessoas é incrível. A Alice é a prova de que ser uma gestora de saúde individual, e não um convênio tradicional, é o caminho que torna as pessoas mais saudáveis”, complementa.

“Nossos membros fazem uma consulta de imersão com seu Time de Saúde e, juntos, montam um Plano de Ação com base nos seus objetivos de saúde. Dados preliminares já mostram melhora significativa na vida das pessoas: 81% dos membros melhoraram sua saúde mental, 71% melhoraram sua qualidade de vida como um todo e 47% dos membros obesos deixaram de ser, revela Mário Ferretti, Diretor Médico da Alice e Presidente do Alice Medical Founding Team (AMFT), conselho formado por médic(a)os sócios da healthtech. “Num momento em que a saúde das pessoas é colocada em xeque, esses são resultados absolutamente impressionantes”.

Os mais de 130 funcionários da empresa comemoram a conquista. Entre eles, não apenas os 40 profissionais de tecnologia trabalhando na criação do aplicativo e sistemas de gestão de saúde, como os mais de 30 profissionais de saúde, incluindo médicas(os), enfermeiras(os), nutricionistas e preparadores físicos contratados pela própria startup para compôr os Times de Saúde. A Alice mantém ainda a Health Community, uma rede formada por profissionais de diversas especialidades, hospitais, laboratórios e maternidades.

Os investimentos da Series B serão direcionados para contratações de mais profissionais de tecnologia, negócios e saúde, ampliação de produtos e novas parcerias no setor de medicina, conforme apontam o CEO e os outros dois co-fundadores da Alice, Guilherme Azevedo e Matheus Moraes.

Guilherme Azevedo, Matheus Moraes e André Florence, fundadores da Alice (Créditos: Divulgação).

Como funciona a Alice?

Os hospitais, laboratórios e especialistas parceiros da Alice estão integrados na plataforma da healthtech, o que permite à empresa fazer a coordenação de cuidado completa de seus pacientes, chamados de “membros” pela Alice. Isso garante que todo o histórico de saúde da pessoa fique registrado no aplicativo.

Sobre o nome “paciente”, o CEO explica. “Nós acreditamos genuinamente que as pessoas devam ser tratadas como pessoas de forma integral, e não como ‘pacientes’ sem poder de escolha, sem voz”. Além de garantir dados e métricas de saúde organizados e acessíveis pelo app, o principal diferencial da Alice é o “Time de Saúde Alice”, um grupo formado por médicas(os), enfermeiras(os), nutricionistas e preparadores físicos que acompanham os membros de forma contínua para torná-los mais saudáveis, ou seja, não apenas em situações de doença.

“A Alice é a resposta para quem dá valor à saúde e está cansado dos convênios tradicionais, burocráticos e que só focam em doença. Aqui, os membros são cuidados por um Time de Saúde multidisciplinar e não por aqueles convênios antigos que nem as conhecem direito”, explica Florence.

Pelo app, os membros falam com seu Time de Saúde – seja em caso de emergências, dúvidas ou queixas – por texto, áudio ou videochamada. Além disso, podem acessar resultados de exames e diagnósticos; o histórico de todas consultas; agendar procedimentos na Casa Alice; e acompanhar a evolução do seu Plano de Ação, que é definido entre o membro e seu time de acordo com os objetivos de vida de cada um.

Fazem parte da Health Community da Alice o Hospital Alemão Oswaldo Cruz, o Hospital Sabará e a ProMatre Maternidade, os laboratórios Fleury e A+, além dos médicos especialistas renomados, atualmente dedicados somente à Alice ou à consultas particulares. “Teremos boas novidades no campo das parcerias para anunciar em breve”, revela o CEO. A Alice hoje atua na cidade de São Paulo e oferece cobertura nacional para emergências e urgências.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.

Mais tradicional portal de mídia brasileiro sobre o mercado de Startups, Inovação, Investimentos, Empreendedorismo e Tecnologia. Desde 2008 vem colaborando para a construção do ecossistema brasileiro de Startups, informando e educando todo o mercado. Quer falar com a gente? Clique aqui e envie uma mensagem para redação, parceria ou comercial. Mantenha-se atualizado sobre as novidades do Startupi pelas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Linkedin.

Matérias Relacionadas

No comments yet. You should be kind and add one!

Our apologies, you must be logged in to post a comment.