A Azion, uma das líderes globais em Edge Computing, anunciou a captação de uma rodada de investimento Série A liderada pelos investidores monashees e Qualcomm Ventures. O valor da transação não foi revelado.

A startup, fundada em Porto Alegre (RS) e que hoje atua globalmente, oferece aos clientes uma plataforma de Edge Computing completa com o objetivo de simplificar como as empresas e provedores de serviços criam e executam aplicações no edge.

Dessa forma, a empresa permite que os desenvolvedores escrevam e implantem aplicações serverless, criem arquiteturas de segurança zero-trust, melhorem sua experiência de entrega de conteúdo e construam casos de uso inovadores de IoT. Além disso, a Azion ajuda também os provedores de serviços a virtualizar sua infraestrutura com Multi-Access Edge Computing (MEC).

A chegada do 5G e de redes definidas por software (SDN), a proliferação de dispositivos IoT e a crescente demanda por aplicações serverless são impulsionadores importantes para o Edge Computing, que processa os dados mais perto de onde são gerados ou necessários. “Estamos entusiasmados em trabalhar com a monashees e a Qualcomm Ventures para trazer inovações e tecnologias revolucionárias à realidade “, disse Rafael Umann, fundador e CEO da Azion.

“A plataforma da Azion está perfeitamente posicionada para entregar baixa latência, um componente chave para a adoção de 5G. Estamos empolgados em investir na Azion para habilitar aplicações da próxima geração e acelerar a adoção de 5G e Edge Computing”, disse Carlos Kokron, vice-president da Qualcomm Technologies e diretor-geral Américas da Qualcomm Ventures.

A Azion usará o investimento desta rodada para aumentar seu time de pesquisa e desenvolvimento, com o objetivo de expandir sua Plataforma de Edge e acelerar a adoção do 5G. Além disso, a empresa aumentará suas equipes de vendas e marketing em seus escritórios nos EUA e na América Latina e planeja contratar 300 funcionários nos próximos quinze meses.

“Estamos muito felizes com a parceria com a Azion em sua jornada para construir a plataforma definitiva de Edge Computing”, concluiu Caio Bolognesi, General Partner da monashees.