A Amazon anunciou hoje a sua maior expansão no Brasil, com a abertura de novos centros de distribuição em Minas Gerais (Betim), Distrito Federal (Santa Maria) e Rio Grande do Sul (Nova Santa Rita). Com este anúncio, a Amazon passa a contar com oito CDs para atender a clientes em todas as cidades brasileiras. No início de setembro, a empresa havia anunciado a abertura de um novo centro de distribuição em São Paulo.

Como efeito direto dessa expansão, mais de 500 municípios têm entregas ainda mais rápidas para membros Prime, a partir de dois dias para produtos elegíveis, com frete grátis e outros benefícios para quem faz parte do programa. O Brasil é o país com o crescimento mais rápido em assinaturas Amazon Prime a partir do lançamento. A inauguração dos novos CDs representa a geração de mais de 1.500 empregos diretos, além de empregos indiretos no país.

“A expansão da Amazon reflete nosso compromisso com os consumidores no Brasil, com foco em oferecer uma experiência em constante evolução para o cliente. Estamos profundamente comprometidos com o País e com as comunidades onde atuamos, e temos orgulho de criar mais de 1.500 novas oportunidades de trabalho, que irão beneficiar as regiões onde os centros de distribuição foram instalados. Nossa expansão logística está alinhada com o objetivo de continuar trazendo mais conveniência aos clientes,  com aumento de capacidade, ampliação de catálogo de produtos e entregas cada vez mais rápidas  a mais cidades. Essa expansão nos ajudará a aprimorar ainda mais o atendimento aos clientes brasileiros, não apenas nos estados onde estamos abrindo os CDs, mas em todo o país”, diz Alex Szapiro, country manager da Amazon no Brasil. “Agradecemos aos governadores, secretários e membros dos times engajados neste projeto pelo apoio a essa expansão, que nos permitirá continuar atendendo os clientes com os produtos de que precisam”.

“Hoje é um dia histórico para o Estado de Minas Gerais, por ser escolhido como parceiro da Amazon para continuar sua expansão no Brasil. Termos sido selecionados pela Amazon dá uma enorme alegria a todos. Isso demonstra as condições favoráveis de negócios que vivemos em MG e reforça a competitividade de nossa economia. Quando se fala em logística, não há melhor lugar para investir do que Minas Gerais – o estado logístico do Brasil. É uma prioridade do nosso governo apoiar as empresas que desejam fazer negócios e, ao mesmo tempo, atrair investimentos para a geração de empregos e renda dos cidadãos. O investimento da Amazon é uma prova de que estamos no caminho certo para o sucesso”, afirmou o Governador de Minas Gerais, Romeu Zema.

“A vinda da Amazon para o Distrito Federal consolida nossa estratégia de valorizar a vocação de Brasília como um grande operador logístico, com localização privilegiada no centro do país e da América Latina, e vai ao encontro do ambiente competitivo criado pelo nosso governo – com programas de incentivos fiscais, segurança jurídica e redução de burocracia. Comemoramos essa chegada com a expectativa de gerar mais empregos, estimular a instalação e criação de empresas satélites, aumentar a arrecadação e contribuir para o nosso crescimento econômico”, Ibaneis Rocha, Governador do Distrito Federal.

Com centros de distribuição em Minas Gerais, Distrito Federal e Rio Grande do Sul, a Amazon está criando cerca de 1.500 empregos diretos, além de oportunidades de empregos indiretos. Os colaboradores vão selecionar, embalar e enviar os pedidos dos clientes, ajudando a garantir que as pessoas recebam seus itens dentro do prazo estabelecido e de maneira confiável. Juntos, esses novos prédios representam cerca de 75 mil metros quadrados, o que equivale a uma área de mais de 10 campos de futebol, com flexibilidade para crescer ainda mais. 

O Governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite disse que “a decisão da Amazon de se instalar no Rio Grande do Sul nos deixa não só muito orgulhosos, mas também revela o sucesso do governo em nossa política de atração de investimentos. Estamos trabalhando muito para tornar o Rio Grande do Sul um estado cada vez mais receptivo aos investimentos privados, gerando empregos, melhorando a renda das famílias e impulsionando o desenvolvimento do estado. Além de trazer todos esses benefícios, a instalação do centro de distribuição de uma empresa como a Amazon, representa uma mudança de paradigma para o e-commerce no Estado e na Região Sul do Brasil. Estamos muito felizes e otimistas com o futuro desta parceria”.

Com o anúncio de hoje, a Amazon chega a oito centros de distribuição no Brasil. Ainda segundo a empresa, desde os primeiros dias da pandemia de covid-19, a saúde e bem-estar dos funcionários da Amazon são prioridade. Em todo o mundo, a empresa implementou mais de 150 mudanças em processos para apoiar suas equipes como, por exemplo, distanciamento social, fornecimento de máscaras e luvas, bem como revisão de procedimentos de limpeza e higienização. De março a outubro de 2020, a Amazon Brasil encomendou 1,06 milhão de máscaras faciais, 400 mil lenços desinfetantes para as mãos e mais de 50 mil luvas para manter os funcionários seguros. Todos os novos locais incluirão protocolos de segurança contra covid-19, incluindo soluções permanentes de saúde e segurança.