A Pier, insurtech especializada em oferta full-stack para o mercado de seguros, acaba de receber um investimento Série A, no valor de US$ 14,5 milhões, liderados pela Monashees, fundo de venture capital pioneiro na América Latina, líder na criação de unicórnios. 

Também participaram da rodada outros investidores como Canary, Mercado Livre (por meio do MELI Fund) e BTG Pactual (por meio do boostLAB). O percentual de cada fundo não foi divulgado. A Pier utiliza inteligência artificial para levar uma experiência única aos usuários e conquistou consumidores apaixonados, ficando conhecida pela contratação mais fácil e os reembolsos mais rápidos do mercado. 

“Os novos investimentos nos permitirão multiplicar consideravelmente as nossas vendas de seguro para celular e consolidar o produto do setor automotivo. A Pier possui uma tecnologia imbatível nessa área, oferecemos o melhor fluxo de contratação de seguro auto do mundo. Não existe ninguém, nem as empresas que são referência mundial, que consiga aprovar uma apólice de seguro auto tão rápido quanto nós e de forma tão simples. Isso porque temos uma tecnologia extremamente robusta, com uma capacidade preditiva antifraude muito refinada”, enfatiza Igor Mascarenhas, CEO e cofundador da Pier.

Para a Monashees, o que mais contou na escolha de investir na Pier foi o fato da insurtech ser bastante disruptiva e com grande potencial de impactar positivamente o setor. Além disso, o fit cultural e o fato de a empresa utilizar tecnologia inovadora em um mercado com tanto potencial de crescimento.

“O espaço de seguros é muito grande e apresenta várias oportunidades para inovação através do uso de tecnologia, seja na experiência dos clientes, desenho de produtos, distribuição e uso de sensores. Assim como em outros segmentos financeiros, esse mercado vai acelerar bastante. A Pier tem um time excelente e está muito bem posicionada para liderar esse movimento, oferecer grande valor para os clientes e se tornar uma empresa gigante”, afirma Marcelo Lima da monashees.

O Mercado Livre se surpreendeu com a tecnologia e o conceito de comunidade, o que traz dois fatores essenciais de sucesso: a retenção de clientes e prevenção de fraudes. Isso é feito por uma avaliação constante do comportamento do usuário (subscrição de risco) levando em conta mais de seis mil variáveis, enquanto o comum é de, no máximo, 20 critérios. “Vimos na Pier uma equipe diferenciada e com forte capacidade de inovação, em uma área ainda cheia de oportunidades, e isto se encaixa perfeitamente no DNA do Mercado Livre e na tese de nosso MELI Fund”, explica Renato Pereira, do Mercado Livre. 

No caso do fundo Canary, além da tecnologia como ferramenta para gerar uma experiência melhor aos usuários, chamou a atenção do grupo a experiência e o conhecimento da equipe. “A Pier mostra como o setor de seguros pode ser mais flexível, tecnológico e focado no cliente. Além disso, tem um time excelente, a começar pelos cofundadores Igor Mascarenhas, Lucas Prado e Rafael Oliveira”, diz Marcos Toledo, Managing Partner do Canary.

Cofundadores da Pier, Rafael Oliveira, Igor Mascarenhas (centro) e Lucas Prado. (Fotografia: André Porto)

A trajetória da Pier

“Com os recursos obtidos na época do lançamento da startup em 2018, construímos um time de pessoas altamente competentes, integrando conhecimentos de tecnologia e seguros. Consolidamos nossa participação no mercado de celulares e criamos um seguro em três cliques com uma experiência sensacional, não só na hora da compra, mas principalmente quando as pessoas mais precisam da gente. Vale lembrar que nosso atual recorde de tempo de pagamento de reembolso é de 38 segundos. Pretendemos bater esse recorde em breve, com pagamentos instantâneos”, explica Igor Mascarenhas.  

No mercado de celulares a Pier cresceu a passos largos desde a fundação, consolidou uma comunidade de mais de 15 mil clientes aos quais já pagou 5,6 milhões em reembolso. A empresa mostrou que o modelo de assinatura mensal é factível e muito bem aceito. 

A Pier atende nacionalmente com seguros de celular por assinatura, com vendas diretas pelo site, e oferta coberturas exclusivas, como as de celulares comprados fora do país e furto simples (a maioria das seguradoras cobre apenas roubo e furto qualificado, mesmo que o furto simples corresponda a mais de 90% do total de furtos). 

Além de alavancar o sucesso em celulares, os investimentos iniciais também ajudaram a insurtech a criar um novo produto, a assinatura mensal de seguros para automóveis. “Em março de 2020 lançamos o seguro auto e a primeira etapa do investimento usamos para testar o mercado, ajustar e aprender mais sobre nosso cliente”, conta Carlos Colucci, head de seguros da Pier. 

“Com o novo aporte que recebemos agora vamos expandir o time. Estamos trazendo mais profissionais seniores para o board, com um nível altíssimo de conhecimento, e nossa meta é crescer em dois anos mais de 50 vezes nossa base de clientes”, declara o executivo. O seguro auto da Pier hoje é ofertado para os estados de São Paulo e Minas Gerais.

“Até o primeiro semestre de 2021 estaremos operando em todas as praças do Brasil, com seguro por assinatura mensal para auto, atendendo com coberturas que a maioria das seguradoras não oferece, como o seguro de carros oriundos de leilão”, completa Colucci.