Em setembro, o número de pessoas físicas na B3 atingiu a marca de 3 milhões. Com tantos novos investidores, a demanda por um jeito simples de calcular, declarar e pagar o Imposto de Renda tende a crescer. Foi neste cenário que 75 sócios assinaram contrato com a Grana Capital, fintech que oferece um aplicativo para automatizar o processo de IR para investidores de renda variável. Totalizando R$ 700 mil de investimento, a captação foi feita em apenas quatro dias, um recorde na plataforma de equity crowdfunding SMU.

O objetivo do aplicativo Grana é ser um facilitador para investidores, principalmente aqueles que começaram a operar na Bolsa há pouco tempo, que não sabem como declarar o IR ou que não desejam seguir o procedimento sozinhos ou por meio de contadores. Com a credencial do cliente na B3, a Grana Capital importa todas as transações do usuário para o sistema do app, cuidando de forma automatizada do cálculo, do pagamento e da declaração do IR.

Segundo a empresa, o valor de R$ 700 mil investido por sócios do Brasil e de outros países será utilizado para desenvolver ainda mais o aplicativo, que já está disponível no Google Play e na App Store, e para alavancar estratégias de Comunicação e atrair cada vez mais clientes.

André Aizim Kelmanson, CEO da Grana Capital.

“Muitas vezes, o investidor que resolveu virar sócio por meio do crowdfunding na SMU também é um investidor da Bolsa, que busca investimentos alternativos em startups mesmo sabendo que o risco é alto. Mas, por entender a questão do IR em sua posição como investidor e a necessidade de facilitar cada vez mais o processo, ele acredita na proposta e no valor do aplicativo. Isso fez com que a captação fosse um sucesso”, explica o CEO da Grana Capital, André Aizim Kelmanson.

Para Kelmanson, o atual boom da Bolsa torna ainda mais fundamental que novos investidores procurem saber sobre a importância de atentar todo mês para o Imposto de Renda, evitando preocupações futuras.

“É comum que as pessoas comecem a investir sem saber da necessidade de calcular e pagar os impostos de forma correta mensalmente. Caso isso não seja feito, quando chegar o momento de declarar o Imposto de Renda, o investidor terá um impacto ao descobrir que está em dívida com a Receita Federal. E, então, vai precisar correr atrás de uma solução. Um passo essencial para ter lucro na Bolsa é estar em dia com a situação fiscal, não basta focar apenas nas operações”, conclui o empreendedor.