A XP, uma das empresas líderes em investimentos no Brasil, anunciou a criação do fundo de investimentos Trend Lideranças Femininas com foco em empresas que valorizam a presença feminina em cargos de liderança de alto nível.

O fundo replicará a performance do ETF (Exchange-traded fund) denominado SHE, criado nos EUA pelo State Street Global Advisors e possibilitará investimentos em um portfólio que avalia as 1 mil maiores empresas americanas quanto à proporção de mulheres no conselho administrativo e em cargos executivos (vice-presidente sênior ou superior) de diversos setores como tecnologia, saúde, indústria, mercado financeiro e energia. O produto, que será ofertado pelas plataformas XP Investimentos e Rico, já está disponível.

“Apesar das grandes conquistas realizadas pelas mulheres nos últimos anos, ainda somos minoria nos cargos de alto nível, por isso, é tão importante valorizar e incentivar empresas que dão às mulheres as mesmas condições que os homens para ocupar esses espaços”, afirma Marta Pinheiro, sócia e diretora de ESG da XP Inc. “Ao oferecer esse fundo aos clientes, a XP Inc. não só fomenta ações em prol da equidade de gênero nas empresas, mas também estimula mulheres a investirem em companhias que as representam”, complementa.

Além de promover a igualdade e conscientização, parte do lucro captado pelo fundo será destinado ao Instituto As Valquírias, que tem como principal objetivo oferecer oportunidades a mulheres, crianças e jovens em situação de extrema pobreza por meio do desenvolvimento educacional.  Além do aporte financeiro, que garantirá no mínimo a qualificação profissional de 700 jovens e mulheres, a parceria do Instituto As Valquírias com a XP também contempla mentorias de softskills e hardskills com diferentes áreas e executivas do grupo, para suportar e ajudar no desenvolvimento das empreendedoras capacitadas pelo instituto e adicionalmente uma imersão dos principais cursos da XPeed para a construção de um programa de educação financeira e empreendedorismo para mulheres atendidas no projeto.

“Lutamos diariamente para que o tema desigualdade de gênero apareça, em um futuro próximo, somente nos livros de história. Estamos otimistas e felizes com essa parceria que é mais que um produto de investimento, é uma causa. Eu diria que se os pássaros têm asas, nós agora temos a XP.  Sempre digo para as meninas, entre ganhar dinheiro e mudar o mundo, fique com os dois” afirma Amanda Oliveira, fundadora e CEO do Instituto As Valquírias.

De acordo com Marta Pinheiro, o momento é de muitas mudanças e os investidores estão cada vez mais atentos e exigentes em relação às políticas adotadas pelas empresas em que estão confiando seu patrimônio. “Acreditamos que as companhias precisam evoluir e investir em ações que incentivem a conscientização de todo o ecossistema”, reforça.

O fundo Trend de Lideranças Femininas é uma das ações recentes da XP para promover a importância da equidade de gênero no mundo corporativo. O produto oferecerá proteção cambial, com aplicação mínima de R$ 100 e o resgate será feito em D+6.

XP Ventures

Na última semana, a empresa anunciou a criação da XP Ventures, braço da companhia dedicado a firmar parcerias estratégicas com empresas iniciantes, fundos de venture capital e hubs de inovação no Brasil e no mundo, com o objetivo de reforçar seu compromisso com o ecossistema nacional e internacional de startups.

O novo braço da XP, que começou a ser estruturado há cerca de um ano, será liderado por Marcos Sterenkrantz, head da XP Ventures. “A XP sempre esteve próxima do ecossistema de inovação no Brasil, por ter nascido com a cultura de ser inovadora. Agora, esse relacionamento será feito de maneira mais organizada e com cara da empresa”, comentou o executivo.

A atuação da XP Ventures será baseada em três pilares: Radar e Tendências, um pilar de inteligência que visa identificar tendências no segmento de finanças, entender o que os consumidores estão buscando e discutir internamente estas novidades; Corporate Ventures, que efetivamente busca descobrir startups que estejam desenvolvendo iniciativas relacionadas com estas tendências e que ofereçam produtos e serviços relacionados com a XP; e Governança, responsável pelo processo de avaliação de parcerias e de acompanhamento dos acordos firmados, garantindo adoção das melhores práticas de relacionamento corporativo com as startups parceiras.